Pesquisa da UFC prevê estabilização da curva de mortes por Covid-19 no mês de julho, em Fortaleza - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

terça-feira, 9 de junho de 2020

Pesquisa da UFC prevê estabilização da curva de mortes por Covid-19 no mês de julho, em Fortaleza

Estudo projeta que curva de novos casos atingiu pico contínuo no fim de maio. Isolamento social ainda é recomendado.

Por Alexia Vieira, G1 CE

Sistema da UFC considera casos confirmados, nível de testagem, a taxa de ocupação de leitos e impacto de subnotificações e de casos assintomáticos. — Foto: Mauro Pimentel / AFP


Dados da Universidade Federal do Ceará (UFC) indicam que a velocidade de registro de novos óbitos por Covid-19 deve cair em Fortaleza a partir de julho. De acordo com o Sistema de Monitoramento Preditivo (SIMOP), ferramenta desenvolvida por pesquisadores da instituição que utiliza números da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), a previsão é que, por volta do dia 15 de julho, cerca de 90% das mortes causadas pela doença já deverão ter acontecido. O sistema também aponta a redução da velocidade de contágio na capital cearense.

O SIMOP leva em conta os casos confirmados, o nível de testagem, a taxa de ocupação de leitos e UTIs e também o impacto de subnotificações e de casos assintomáticos. No Ceará são mais de 67 mil casos de infecção pelo novo coronavírus e 4.217 mortes, segundo dados do portal IntegraSUS, da Sesa, atualizados na manhã desta terça-feira (9). Fortaleza é a cidade com o maior número de registros (28.169).

Segundo o pesquisador responsável pelo estudo, professor André de Almeida, do Departamento de Engenharia de Teleinformática da UFC, as projeções consideram que a capital atingiu o platô de casos no final de maio. Ou seja, a curva atingiu um pico contínuo e, se continuar assim, será possível registrar queda no número de novos casos neste mês de junho. Os dados podem variar conforme a adesão ou não ao isolamento social pela população.

A quantidade de pacientes nos hospitais também pode diminuir no decorrer do mês de junho, de acordo com os cálculos do SIMOP. O sistema prevê que a taxa de ocupação de leitos de UTI e enfermaria caia de 90% para 65% até o dia 24 de junho, em Fortaleza.

O pesquisador aponta que a fase de sobrecarga maior do sistema hospitalar já passou. Apesar disso, ele não descarta a possibilidade de uma nova onda de contágio que possa encher hospitais novamente.

Covid-19 no Ceará

O Ceará acumula 4.217 mortes causadas pela Covid-19 e 67.604 casos confirmados da doença, segundo o IntegraSUS. Fortaleza chegou a 2.576 mortes registradas. A capital tem até o momento 28.169 diagnósticos do novo coronavírus.

As outras cidades com maiores índices numéricos são Sobral, na Região Norte do estado, com 3.145 confirmações e 136 óbitos; Caucaia, com 2.603 diagnósticos e 155 mortes; e Maracanaú, onde o vírus foi detectado 2.323 vezes e 161 pessoas perderam a vida. As duas últimas cidades estão na Região Metropolitana de Fortaleza.

Os números apresentados pela Secretaria da Saúde são atualizados permanentemente e fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, ou seja, não necessariamente correspondem à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!