Passageiros reclamam de lotação e demora no transporte público de Fortaleza durante lockdown - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Passageiros reclamam de lotação e demora no transporte público de Fortaleza durante lockdown

Mesmo com uso das máscaras e abertura das janelas, usuários de ônibus relatam medo de contágio pelo novo coronavírus; pedidos por ampliação da frota podem ser feitas pelo canal 156.

Por G1 CE


Passageiro registra lotação em ônibus de Fortaleza nesta segunda-feira (25). — Foto: Arquivo pessoal


Passageiros de ônibus de Fortaleza reclamam de aglomerações e demora no transporte durante este período de maior restrição da circulação de pessoas para conter o avanço do novo coronavírus. Usuários de coletivos temem o contágio pela doença.

Até domingo (31), segue válido o decreto estadual que impõe medidas mais rígidas para distanciamento social na capital cearense como forma de evitar a propagação da Covid-19. Nesta segunda-feira (25), Fortaleza, epicentro da pandemia no estado, ultrapassou os 20 mil casos confirmados da doença e registra ainda 1.580 mortes.

Alexsandra dos Santos, de 39 anos, sempre que consegue, recorre a caronas para evitar as lotações da linha 028 - Antônio Bezerra - Papicu e chegar a farmácia onde trabalha, no Centro. “Todo mundo de máscara, o motorista também, mas é aquela história: reduziram a frota e acaba ficando lotado porque tem gente que precisa trabalhar e nem todo mundo tem condições de pagar Uber”, avalia.

As viagens de volta para casa costumam ser de ônibus, e o medo de infecção pelo coronavírus criou novos hábitos de prevenção. “Se eu pegar naquela barra de segurança do ônibus já passo álcool nas mãos, fico com medo de me encostar, quando chego em casa já tiro a farda e corro para tomar banho”.

Um auxiliar de cozinha, que preferiu não se identificar, destaca os atrasos da linha Grande Circular, usada para sair do Bairro Cristo Redentor, onde mora, e chegar ao trabalho, na Avenida Washington Soares. “Normalmente a lotação do Grande Circular está sendo todos os dias. Eu pego 6h40 e demora meia hora para passar e, quando vem, são três ônibus”, detalha.

São duas horas neste percurso, que está mais lento devido às obras na Avenida Leste Oeste. Os ônibus seguem com janelas abertas e passageiros de máscaras. Ainda assim, ele diz, fica o receio de contágio pela doença. “Eu tô voltando agora para o trabalho porque eu estava afastado, fiquei doente, e vejo muita aglomeração”, reflete.

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) informou que reforça, diariamente, as linhas de maior demanda com ônibus extras. Além disso, a Etufor verificou queda na demanda por ônibus de até 81,4% com o isolamento social rígido em dias úteis.

A demanda de usuários se estabilizou em torno de 20% do normal em um dia útil, contemplando os passageiros que precisam se deslocar para as atividades essenciais da cidade, de acordo com a Etufor. "Já a oferta de frota tem sido em torno de 40% de um dia útil para favorecer o distanciamento social", acrescentou em nota.

Os pedidos de ampliação do número de veículos em circulação podem ser feitos por meio do telefone 156 e dos fiscais de ônibus nos terminais de Fortaleza. O aplicativo "Meu Ônibus" continua em funcionamento para indicar os horários das linhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!