Campanha entrega kits para famílias em pobreza extrema no Ceará - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Campanha entrega kits para famílias em pobreza extrema no Ceará


Por meio de organizações locais parceiras, ONG ChildFund Brasil realiza a campanha “Nem vírus, nem fome: compaixão” e garante milhares de cestas de alimentos e itens de higiene para 20 municípios no Estado

Dona de casa em Limoeiro do Norte recebe kit de alimentos e itens básicos de higiene


O momento é de “solidariedade”, quem já faz desta palavra um ofício trata de exercê-la com ainda mais força. Isto porque organizações não-governamentais e solidárias que já acompanham famílias carentes no Ceará tratam de fazer um reforço neste período de pandemia do novo coronavírus. A ChildFund Brasil, agência humanitária que atua há mais de 50 anos com sistema de apadrinhamento de crianças carentes, realiza no interior e na Capital a campanha “Nem vírus, nem fome: compaixão”. São milhares de kits de alimentos e itens básicos de higiene para famílias em extrema pobreza. Quanto mais doações houver, mais famílias podem ser atendidas.

Essas famílias mais necessitadas, aos milhares, já faziam parte do cadastro da ONG e não porque recebiam cestas básicas, e sim, tecnologias de habilidade para o desenvolvimento social - recursos de educação das crianças e empreendedorismo de seus pais, graças a contribuições voluntárias de padrinhos de várias partes do mundo. Mas o momento é ainda mais urgente, não só porque a comida tenha que chegar logo: ela precisa chegar. Superar a fome antecipa a própria superação da pobreza extrema. E a solidariedade se torna o caminho para transpor todas elas.

kits Compaixão
Nas últimas duas semanas, foram entregues kits de alimentação e higiene a mais de 900 famílias de 20 municípios cearenses, de um total de 13 mil em todo o Brasil. A meta é que os “kits Compaixão” alcancem as 30 mil famílias já cadastradas. Elas receberão o auxílio pelos próximos três meses. Para realizar este trabalho, a ChildFund Brasil, braço nacional de organização atuante em mais de 60 países, conta com parcerias de instituições.

“É uma organização para desenvolvimento social sustentável que realiza diferentes atividades, não para entregar cestas básicas. Mas na situação que estamos enfrentando, é questão de sobrevivência dessas pessoas. Os recursos para os trabalhos que não conseguimos realizar por conta do isolamento, realocamos para a necessidade básica”, explica Cristiano Moura, coordenador de impacto social da sede nacional da ChildFund, em Minas Gerais.

Distribuição
Em Limoeiro do Norte, no Vale Jaguaribano, a Associação Unidos para o Progresso começou as entregas no início deste mês. E importante: como as famílias já são monitoradas, o recurso ganha uma mão dupla de lisura. De um lado, as famílias sabem quem doa; de outro, quem está doando, de qualquer lugar, sabe como o recurso foi aplicado. Isto porque, numa das ações tradicionais da ChildFund Brasil, padrinhos e apadrinhados podem trocar cartas e, junto do afeto, vai a transparência da ação.

A dona de casa e mãe Maria Erlange, da comunidade de Bixopá, recebeu sua sacola com sabão, água sanitária, detergente, arroz, macarrão, farinha e vários outros itens básicos ao lar. A ajuda ganha importância ainda maior pelo fato de que muitas famílias se mantêm na informalidade, com renda zero neste período de isolamento social. “Foi muito bom, de grande importância para nossa família. Quero agradecer a vocês, que Jesus possa abençoar e proteger todos”, comemora a dona de casa Jaciene Mendes, mãe das crianças Ana Júlia e Miguel. Juntaram-se todos em frente à mesa farta para gravar um vídeo de agradecimento. 

O mesmo fez Francineide Azevedo. “Deixamos nossos agradecimentos aos voluntários, animadores comunitários que contribuíram para a logística de distribuição de forma segura de todos os kits que chegaram a essas famílias. Esse é o sentimento que nos envolve: de compaixão. Que toque o seu coração também, para que nos ajude”. Francineide é presidente da Associação Unidos para o Progresso, atuante há 30 anos e que atende, além de Limoeiro, famílias dos municípios de Russas, Jaguaruana e Morada Nova. Outras organizações parceiras entregam o Kit Compaixão em municípios do Maciço de Baturité, Centro-Sul, Vale do Curu e Cariri, além de Fortaleza e Região Metropolitana.

Mais de 900 famílias já receberam as doações em 20 municípios cearenses. A meta da ação solidária é contemplar 30 mil famílias nos próximos três meses. Qualquer pessoa pode fazer a doação e acompanhar o passo a passo das entregas pela internet no site www.apadrinhamento.org.br/covid.

R$ 700 mil reais foram utilizados para a compra de 140 toneladas de alimentos e 197 mil kits de higiene. 

41 organizações parceiras atuantes no Brasil em 56 municípios espalhados por seis estados. São associações que, vivendo na ponta, conhecem as famílias e acompanham seus desenvolvimentos.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!