Polícia registra mais um crime de feminicídio. Jovem é morta a tiros em Caridade - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Polícia registra mais um crime de feminicídio. Jovem é morta a tiros em Caridade

Cristiano disparou vários tiros contra Marília e fugiu, mas acabou preso pela PM Por : Fernando Ribeiro
Polícia registra mais um crime de feminicídio. Jovem é morta a tiros em CaridadeO assassino tentou fugir da cidade, mas foi capturado com a arma usada no crime

Subiu para 125 o número de mulheres assassinadas no Ceará, em 2019. Nas últimas 24 horas, mais um caso de feminicídio foi registrado no estado. O caso ocorreu na cidade de Caridade (a 94Km de Fortaleza). Um homem foi preso em flagrante pela Polícia Militar, na tarde desta terça-feira (19), depois de atirar e matar a ex-esposa. Ele tentou enganar a Polícia levando a vítima ao hospital, mas em seguida fugiu e foi capturado com a arma do crime.

Marília Alves Barbosa, 24 anos, foi atingida a tiros pelo ex-marido, identificado como Cristiano Cordeiro da Silva. Logo após atirar contra a jovem, Cristiano a levou ao Hospital da cidade e a deixou na entrada da Emergência. Fugiu do local com a arma, um revolver de calibre 38.

Ao tomar conhecimento do crime, policiais do Destacamento da PM daquela cidade, com o apoio da Força Tática do 4º BPM (Canindé), saíram em diligências e, pouco tempo depois, encontraram o acusado quando este retornava da casa de familiares em uma mototáxi.

Ao perceber a presença da Polícia no seu encalço, Cristiano tentou jogar fora a arma, mas esta foi encontrada alguns metros dali. O revólver estava com cinco cápsulas deflagradas e uma intacta.

Ainda de acordo com a Polícia, o autor do crime já tem histórico na Justiça, onde respondeu por um assassinato e tráfico de drogas. Em 2017 ele foi condenado pelo Tribunal do Júri por ter queimado uma pessoa viva, em 2013. A sentença, no entanto, ainda cabe recurso e, por conta disso, Cristiano permanecia em liberdade.

Cristiano tinha também um mandado de prisão preventiva em aberto e, portanto, era considerado foragido da Justiça.

O autor do crime foi encaminhado à Delegacia Regional de Polícia Civil de Canindé e ali autuado em flagrante pelo crime de feminicídio.

Fonte: CN7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!