Ceará recebeu lotes de frangos da Perdigão com risco de contaminação; saiba como identificar - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Ceará recebeu lotes de frangos da Perdigão com risco de contaminação; saiba como identificar

A BRF, empresa proprietária da marca Perdigão, anunciou a retirada do mercado de toneladas de alimentos por risco de presença da bactéria Salmonella enteritidis. Os lotes de alguns produtos de carne de frango que podem estar contaminados foram comercializados no Ceará e em mais 12 estados brasileiros, além de países do exterior. Segundo a empresa, caso não sejam preparados de forma adequada, alimentos contaminados representam risco à saúde, podendo causar infecção gastrointestinal. 

Os produtos envolvidos no recall são cortes congelados de frango, como coxas, coração, filezinho, filé de peito e sobrecoxas sem osso. Ao todo, 23 lotes tiveram risco de contaminação identificado. Neles, foi encontrado um dos tipos de Salmonella existentes, que é uma bactéria encontrada no sistema digestivo de animais e em vegetais plantados em solos contaminados.

A BRF informou que decidiu fazer o recall no mercado nacional de 164 toneladas de cortes e miúdos de frango in natura. Os testes de laboratório realizados de acordo com o plano de qualidade da própria companhia detectaram risco de presença da bactéria. 

O vice-presidente da Associação Cearense de Supermercados (Acesu), Antônio Nidovando Pereira, informou por telefone que até o momento não recebeu nenhum comunicado em relação ao produtos da Perdigão com risco de contaminação. 
Saiba mais sobre perigos da bactéria e como identificar lotes em risco*:
Quais as consequências para o consumidor final?

> Caso os alimentos não sejam completamente fritos, cozidos ou assados e manuseados conforme instruções de uso nas embalagens, a Salmonella enteritidis representa risco à saúde, podendo causar infecção gastrointestinal, cujos sintomas mais comuns são: dores abdominais, diarreia, febre e vômito.
Como é possível identificar se o produto comprado pertence ao lote contaminado?
> O consumidor deve checar nome, peso, marca, data de fabricação e origem dos produtos na embalagem (carimbo do SIF). No site da empresa é possível ver todos os lotes.

A BRF vai recolher os produtos? O que os consumidores devem fazer?

> BRF vai coletar os produtos de todos os lotes envolvidos no recall. Para isso, é importante que o consumidor siga a identificação das embalagens. Uma vez identificado o produto, o consumidor deve entrar em contato por meio do e- mail recolhimento.sac@brf-br.com ou ligar gratuitamente para o telefone 0800 031 1315.
Os produtos ainda estão sendo comercializados em pontos de venda?

Não. A BRF realizou um inventário dos estoques para que os produtos ainda não comercializadas fossem bloqueadas e recolhidas. 
O que será feito com os produtos que forem recolhidos?

> Os lotes serão avaliados pelas autoridades sanitárias e a BRF fará o que for determinado.
Além do Brasil, esses produtos foram comercializados em outros países?

> Sim. Há no mercado externo 299 toneladas que ainda estão sendo recolhidas, de um total de 744 distribuídas. A diferença, de 445 toneladas, já foi rastreada e bloqueada pela BRF.

*Informações divulgadas no site da BRF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!