Com La Niña, Ceará deve ter chuvas dentro ou acima da média na pré-estação, apontam meteorologistas - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Com La Niña, Ceará deve ter chuvas dentro ou acima da média na pré-estação, apontam meteorologistas

 


Um estudo do Instituto Americano de Meteorologia e Oceanografia (NOAA) apontou que o La Niña, fenômeno que causa o resfriamento do Oceano Pacífico Equatorial e aumenta a probabilidade de chuvas no Ceará, entrou em atividade em setembro. O cenário, segundo meteorologistas, é favorável para chuvas dentro ou acima da média no estado, entre novembro de 2020 e fevereiro de 2021.

Dóris Palma, da Somar Meteorologia, afirma que o La Niña “consegue mudar toda a circulação dos ventos na atmosfera” e, com isso, “as chuvas tendem a aumentar no Nordeste brasileiro, principalmente no verão”. Isso ocorre porque, segundo ela, o fenômeno “intensifica a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT)”, principal responsável pelas precipitações no Ceará.

Os episódios de La Niña podem durar, em geral, de nove a 12 meses, como aponta Dóris, mas o atual deve ser mais curto e fraco, com duração de até seis meses. “As simulações atuais começam a ver uma chuva se normalizando a partir de novembro deste ano. Até fevereiro de 2021, ainda teremos anomalias positivas, ou seja, expectativa para chuva dentro e acima da média no Nordeste e, então, no Ceará”, estima.

A cautela é recomendada por Leydson Dantas, meteorologista do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que rebate inclusive a informação de que o La Niña já está ativo no País. “Para ter La Niña, é necessário a temperatura da região ficar 0,5ºC inferior por três meses. Ainda não atingimos. As agências americana, europeia e australiana indicam três níveis: alerta inicial, alerta 2 e ocorrência do La Niña. Hoje, estamos no alerta 2”, informa.

O fato de a quadra chuvosa cearense ter sido favorável em 2020 é outro indicador positivo para a próxima, segundo a cientista do Instituto. As chuvas registradas no Ceará entre fevereiro e maio deste ano ficaram acima da média histórica pela primeira vez em uma década. Segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o estado contabilizou 734.6 milímetros no período, 22,3% acima do normal, que seria de 695.8 mm.

G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!