Empresários, consultores e despachantes aduaneiros são alvo de operações da PF contra esquema de subfaturamento em importações no Ceará - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quarta-feira, 17 de junho de 2020

Empresários, consultores e despachantes aduaneiros são alvo de operações da PF contra esquema de subfaturamento em importações no Ceará

As importações da Ásia, principalmente da China, eram declaradas em valores inferiores ao que foi pago e as diferenças de pagamento direcionadas ao exterior por meio de doleiros, segundo a investigação.

Por G1 CE

Mais de 130 policiais federais e 40 auditores fiscais participam das duas operações — Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (17), as operações Ásia 1 e 2, que investigam crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas, sonegação fiscal, associação criminosa, falsidade ideológica e descaminho supostamente praticados por empresários, consultores e despachantes aduaneiros no Ceará. Os dois inquéritos policiais distintos tiveram início a partir de investigações indicando que vários grupos empresariais estariam envolvidos nos crimes.

Em conjunto com a Receita Federal, a PF constatou um conluio entre proprietários de empresas importadoras de Fortaleza com despachantes aduaneiros e consultores em comércio exterior, em um esquema continuado de subfaturamento de mercadorias importadas e oriundas principalmente de países asiáticos, com destaque para a China.

As importações, segundo os investigadores, seriam declaradas às autoridades aduaneiras sempre em valores inferiores ao que foi pago e as diferenças de pagamento seriam direcionadas ao exterior por meio de doleiros. Com isso, milhares de reais deixaram de ser cobrados em tributos.

Na Operação Ásia 1 foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Fortaleza, Eusébio e São Gonçalo do Amarante, sendo 8 nas residências das pessoas físicas investigadas e outros 7 nos endereços das empresas.

Na Ásia 2, foram cumpridos, em Fortaleza, dois mandados de prisão temporária em desfavor dos principais sócios-administradores das empresas importadoras, e 20 mandados de busca e apreensão nos endereços das pessoas jurídicas e nas residências de despachantes, também em Fortaleza e em São Gonçalo do Amarante.

Os nomes das pessoas e empresas investigadas não foram divulgados.

Mais de 130 policiais federais e 40 auditores fiscais participaram das duas operações, cujas ordens judiciais foram expedidas pela Justiça Federal do Ceará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!