Vice-prefeito chega a Granjeiro e aguarda posse - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Vice-prefeito chega a Granjeiro e aguarda posse

Ticiano Félix viajava com a família quando João Gregório foi morto na véspera de Natal

Vice-prefeito estava fora de Granjeiro quando João Gregório foi morto. (Foto: Arquivo pessoal)

Dois dias após a morte de João Gregório Neto, prefeito de Granjeiro, o vice Ticiano Félix da Fonseca, chegou ao município na tarde desta quinta-feira (26). A posse está marcada para a sexta-feira (27), na Câmara Municipal de Fortaleza. O sucessor de "João do Povo", como era conhecido o prefeito, já conversou com o presidente do Legislativo, Luiz Márcio Pereira, sobre a transmissão de cargo. 

Segundo Luiz Márcio, a posse na próxima semana ainda foi cogitada, mas em nenhum momento, oficializada. "Não tem como gerir um município sem poder para assinar nada", explicou o parlamentar, que assumiu a prefeitura após o homicídio. O vereador comentou que não tinha acesso a parte financeira do Executivo, limitando seu trabalho. Durante a manhã, uma criança caiu de uma bicicleta e precisou de uma ambulância, que por pouco, não foi disponibilizada devido à falta de combustível. 

O vice-prefeito, segundo Luiz Márcio, acreditava que a posse seria ainda hoje. "Mas era impossível. O que falei foi que iria discutir hoje com a base aliada sobre a posse, mas não dei esse prazo. Não tinha condição para isso", comentou o parlamentar, que citou os trâmites da transição e o luto pela morte de João Gregório. 

Após a reunião com a base aliada e assessoria jurídica, Luiz Márcio se encontrou com Ticiano Félix. "Ele tá se sentindo indignado", comenta o presidente sobre o vice ser apontado como possível suspeito de participar da morte do prefeito. Ticiano e João Gregório romperam após o vice fazer denúncias contra o mandato do gestor. "Ele me disse que espera que encontrem logo quem fez isso", completa. 

Aliados deixam a gestão
Cinco aliados do prefeito João Gregório Neto, assassinado na última terça-feira (24), deixaram seus cargos nesta quinta-feira (26). As cartas de demissão foram entregues ao presidente da Câmara Municipal, Luiz Márcio Pereira (PMN) e devem ser encaminhados ao atual vice-prefeito, Ticiano Tomé. 

Para PF, assassinato de prefeito foi queima de arquivo
A colunista Denise Rothenburg, do Correio Braziliense, publicou nesta quarta-feira (25), que a Polícia Federal (PF), acredita que o assassinato do prefeito da cidade de Granjeiro, João Gregório Neto, ontem (24), enquanto caminhava pode ter sido uma queima de arquivo. Denise Rothenburg disse ainda que policiais e integrantes do Ministério Público pretendem, agora, usar o caso do prefeito no nível nacional. A intenção é reforçar a tese de que é melhor prender e arrancar uma delação capaz de desvendar todo o esquema, especialmente seus principais mandantes, do que deixar o sujeito solto, sob risco de vida.


Fonte: Cn7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!