Polícia trabalha com várias linhas de investigação sobre morte de casal em Paracuru - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

Polícia trabalha com várias linhas de investigação sobre morte de casal em Paracuru

Thaís Lopes, 24 anos, teve uma morte brutal e, ao mesmo tempo, misteriosa
Crime passional? Acerto de contas? Latrocínio? Queima de arquivo? Erro de execução? Estas são as linhas de investigação com as quais a Polícia Civil trabalha na tentativa de esclarecer a morte da publicitária Thaís Amaral de Oliveira Lopes, 24 anos; e do comerciário Jorge Luís Farias Lopes, 52, cujos restos mortais foram encontrados carbonizados no interior de um carro incendiado. O duplo assassinato ocorreu na madrugada do último domingo (15) e para as famílias das vítimas, além da dor da perda brutal resta o mistério sobre o que causou o duplo assassinato.

Com a ajuda do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a equipe da Delegacia Metropolitana de Paracuru (DMP) continua tomando depoimentos de familiares das vítimas e realizando diligências de campo em busca de pistas para esclarecer o crime. Apesar de não terem sido encontrados os aparelhos celulares das vítimas (provavelmente destruídos no incêndio), a Polícia tenta recuperar, através da tecnologia, as últimas ligações feitas e recebidas por Thaís e Jorge Luís nas horas que antecederam o desaparecimento dos dois, na noite do último sábado (14).

Jorge Luís, que morava com a família no bairro Quintino Cunha, saiu de casa no sábado para ir buscar Thaís na residência dela, no bairro Carlito Pamplona (ambos na Zona Oeste de Fortaleza) , e de lá seguirem apara uma festa de formatura, no bairro Parangaba. Depois disso, não houve mais comunicação entre os dois e os familiares.

Na manhã do domingo (15), o carro dele, um CrossFox prata, foi encontrado incendiado em uma estrada de terra, na localidade de São Pedro, nas margens da CE-085, na entrada da cidade de Paracuru. A estrada é usada como desvio para os motoristas para evitar passar pelo posto de fiscalização do Batalhão de Policiamento Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE), localizado na localidade de Quatro Bocas, via de acesso à cidade de Paracuru.

Depoimentos

Além do trabalho que a Perícia Forense do Ceará (Pefoce) vem realizando para confirmar a identidade dos mortos a partir da análise de DNA dos restos mortais encontrados, a Polícia Civil segue tomando depoimentos em busca de informações que possam agilizar a investigação.

Fonte: CN7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!