Ataques a bancos diminuem no Ceará após a morte de 20 membros de quadrilhas - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Ataques a bancos diminuem no Ceará após a morte de 20 membros de quadrilhas

Na cidade de Milagres, oito bandidos morreram quando invadiram a cidade para atacar duas agências. Seis reféns também morreram durante a operação
Em pouco menos de um ano, cerca de 20 assaltantes de bancos tombaram sem vida em operações policiais no Ceará. A morte de criminosos especializados neste tipo de ação delituosa refletiu nas estatísticas dos roubos a agências bancárias e carros-fortes no estado, que apresentam redução gradativa. Foram quatro cercos da Polícia nos Municípios de Quixeré, Milagres, Morada Nova, e em Fortaleza. A mais recente, ocorreu ontem (3), com três ladrões mortos num confronto com a PM em plena BR-116, no bairro Messejana, na Capital.

A primeira operação aconteceu na manhã do dia 23 de novembro de 2018, quando a Polícia Militar montou um cerco entre as cidades de Russas e Quixeré, no Vale do Jaguaribe (a 218Km de Fortaleza), ao saber, antecipadamente, através de um trabalho de Inteligência, que uma quadrilha iria atacar um carro-forte no Ramal de Flores, na zona rural.

Neste confronto, ao menos sete assaltantes foram mortos, sendo identificados como: Osiel Pinto de Sousa, Orlando Barreto Júnior, Rérisson da Silva Ferreira, Edson Ferreira da Silva, Francisco Cláudio Pontes de Oliveira, Gilberto dos Santos Monteiro e Francisco das Chagas Batista do Nascimento. A quadrilha usava armas de alto poder de fogo, como fuzis e metralhadoras e era formada por criminosos do Ceará e do Rio Grande do Norte.

Operação Milagres

A segunda grande operação aconteceu na madrugada do dia 7 de dezembro também do ano passado, na cidade de Milagres, na Região Sul (a 494Km de Fortaleza), mas que terminou em uma tragédia com a morte de seis reféns que estavam em poder dos ladrões. Ainda assim, a Polícia matou oito criminosos integrantes de uma quadrilha interestadual de ladrões de bancos, formada por bandidos do Ceará, Bahia, Alagoas, Piauí e de Pernambuco.

Entre os oito bandidos mortos, foram identificados: Mackson Júnior Serafim da Silva, Lucas Torquato Loiola Reis, Manoel da Silva, Claudevan Santana de Aquino, Rivaldo Azevedo dos Santos e Cássio Jerônimo da Silva. Tratava-se de uma quadrilha responsável por ataques a bancos em vários estados do Norte e Nordeste. Por conta da morte dos reféns, vários policiais que participaram do cerco aos ladrões foram afastados de suas atividades.

Operação Morada Nova

Na manhã do dia 26 de abril último, mais três assaltantes de bancos foram cercados pela Polícia e acabaram mortos. A operação ocorreu no Distrito de Uiraponga, ma zona rural do Município de Morada Nova (a 163KM de Fortaleza). O chefe do bando, identificado como o assaltante e latrocida Sílvio Leno Chaves Barbosa, não se entrego u à Polícia ao ser cercado por uma patrulha do Cotar e cumpriu o que havia jurado: se matou com um tiro na cabeça. Outros dois assaltantes da mesma quadrilha foram mortos na troca de tiros com os policiais, sendo identificados apenas por Raimundo Filho e “Corredor”.

Messejana

Na tarde de ontem (3), criminosos remanescentes da quadrilha de Sílvio Leno, cujo bando é baseado entre as cidades de São João do Jaguaribe e Morada Nova, entraram em confronto com policiais militares do Comando Tático Rural e do Batalhão de Divisas no quilômetro 14 da BR-116, no bairro Messejana, em Fortaleza. Os três foram baleados e mortos, sendo identificados como José Laudenir da Silva Gomes, Flauber Marcilo Maia Chaves e Alerrandro Chaves Granja.

Fonte: CN7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!