Estatísticas mostram que ainda é possível encontrar pessoas com vida, diz Corpo de Bombeiros - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Estatísticas mostram que ainda é possível encontrar pessoas com vida, diz Corpo de Bombeiros

FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro
O Corpo de Bombeiros informou durante coletiva na noite desta quinta-feira (17) que ainda há esperanças de encontrar vítimas vivas do desabamento do Edifício Andréa, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza.

Coronel Eduardo Holanda, comandante-geral do Corpo de Bombeiros, acredita que existe possibilidade de encontrar vítimas com vida. “As estatísticas mostram que, em operações desse tipo, 48 horas é um número perfeitamente plausível para que a gente possa ter pessoas ainda com vida. Temos casos de operações desse tipo que em, bem mais 48 horas, a gente ainda consegue resgatar pessoas com vida”.

A identificação do quinto corpo foi confirmada durante coletiva; se tratava de Nayara Pinho, 31 anos. Até as 18h desta quinta-feira (17), sete sobreviventes foram resgatados, cinco seguem desaparecidos e cinco óbitos foram confirmados, sendo 2 homens (Frederik Santana dos Santos e Antônio Gildásio) e três mulheres (Izaura Marques, uma mulher não identificada e Nayara Pinho).

Sobre a informação do barulho que tinha sido ouvida nos entulhos, o coronel Holanda informou que sempre que ouvem ruídos, é preciso parar o trabalho e fazer silêncio. “Isso é um procedimento padrão internacional, é feito absoluto silêncio para que a gente possa ouvir esse ruído. Aconteceu esse ruído, e o nosso cão farejador já tinha apontado e, por isso, que a gente já estava no local (…) Intensificamos as nossas operações lá, mas o barulho não se repetiu naquele local, o que leva a gente a crer que sequer ele tivesse acontecido”.

A primeira visualização do corpo de Nayara foi na manhã desta quinta-feira (17). “A primeira visualização se deu através de um braço e fizemos todo o trabalho de escavação, tendo em vista ser uma estrutura muito instável, e ela estava sem vida”.

Entenda o caso

O prédio residencial de 7 andares, na Rua Tomás Acioli, desabou às 10h30 desta terça-feira (15). Segundo vizinhos, o colapso produziu um forte barulho e nuvem de fumaça, além de assustar moradores. “Pensei que era terremoto”, contou uma testemunha.

Vizinhos e familiares afirmam que a edificação apresentava sinais de deterioramento. Um inquérito policial foi instaurado para investigar as causas do desabamento.

Fonte: Tribuna do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!