Pistoleiro condenado a 167 anos de prisão será julgado por mais um crime de aluguel - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Pistoleiro condenado a 167 anos de prisão será julgado por mais um crime de aluguel

Cássio Santana tem um "rosário" de crimes no Vale do Jaguaribe Por : Fernando Ribeiro

Temido no Vale do Jaguaribe, por ser autor de um “rosário” de assassinatos, sendo a maioria “crimes de aluguel”, o pistoleiro cearense Cássio Santana de Sousa vai sentar, em breve, no banco dos réus mais uma vez. Está marcado para o próximo dia 25, em Fortaleza, o julgamento do assassino por um dos seus vários homicídios naquela região. Cássio será julgado pela morte de um vigilante na cidade de Tabuleiro do Norte (a 216km de Fortaleza). Para o Ministério Público, o crime teve conotação política.

Na manhã de 8 de abril de 2003, pistoleiros mataram em Tabuleiro do Norte o vigilante Osias dos Reis Marinho. Ele estava em uma churrascaria, na entrada da cidade, acompanhado da esposa, quando os pistoleiros apareceram. Cássio e seu comparsa de crimes, o também pistoleiro José Roberto dos Santos Nogueira, o “Chico Orelha” (já morto), entraram na churrascaria e anunciaram um falso assalto. Colocaram a vítima de joelhos e a mataram com vários tiros na cabeça.

Nas investigações, o Ministério Público apontou que o crime foi “de encomenda”, tendo como mandante o então secretário municipal, Sílvio Roberto Guerreiro Freire, um dos fortes aliados políticos do então prefeito daquele Município, Maiard de Andrade.

O vigilante foi morto a mando de Sílvio Guerreiro por ter divergências políticas com o prefeito e, além disso, ter conhecimento de supostos crimes eleitorais praticados pelo gestor. Ozias trocou de partido e se tornou um opositor do prefeito, ameaçava contar tudo o que sabia sobre Maiard e seus correligionários. Sílvio Guerreiro contratou os pistoleiros. E o crime aconteceu dias após os matadores terem sido pagos pelo “serviço”.

Por razões de segurança, o processo sobre o crime foi desaforado (transferido de fórum) de Tabuleiro do Norte para Fortaleza. A Justiça marcou para o próximo dia 25 o julgamento do réu, que acontecerá no Fórum Clóvis Beviláqua com vigilância redobrada.

Outros crimes

Cássio Santana responde a outros crimes, entre eles, o que teve como vítima, o radialista Nicanor Linhares, morto a tiros no dia 30 de junho de 2003 na rádio onde apresentava um programa policial e político. De acordo com as investigações, Nicanor foi morto em Limoeiro do Norte também por razões políticas. Por este crime, Cássio foi condenado a 23 anos de prisão.

Outro crime atribuído a Cássio Santana e seu comparsa “Chico Orelha” foi uma chacina em Limoeiro do Norte ocorrida três meses após o assassinato do radialista, na noite de 18 de setembro de 2003. Sete pessoas foram assassinadas naquela cidade. Por este crime, Cássio recebeu uma pena de 144 anos de cadeia.

O bandido “Chico Orelha” acabou morto num confronto com a Polícia Militar no interior do Rio Grande do Norte.


Fonte: CN7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!