Eduardo Girão vota contra controlar Poder Judiciário e Ministério Público - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Eduardo Girão vota contra controlar Poder Judiciário e Ministério Público

Senadores cearenses Cid Gomes, Tasso Jereissati e Eduardo Girão, respectivamente
Apenas 23 senadores votaram contra a Lei de Abuso de Autoridade. A medida busca controlar a Lava Jato e o combate à corrupção.

Dos três senadores do Ceará, apenas um Eduardo Girão (Podemos) votou contra controlar Poder Judiciário e Ministério Público. Tasso Jereissati (PSDB) e Cid Gomes (PDT) foram a favor.

Veja quem votou contra

— Randolfe Rodrigues, da Rede do Amapá;

— Reguffe, do Distrito Federal, sem partido;

— Fabiano Contarato, da Rede do Espírito Santo;

— Juíza Selma, do PSL do Mato Grosso;

— Styvenson Valentim, do Podemos do Rio Grande do Norte;

— Lasier Martins, do Podemos do Rio Grande do Sul;

— Esperidião Amin, do PP de Santa Catarina;

— Jorginho Mello, do PL de Santa Catarina;

— Chico Rodrigues, do DEM de Roraima;

— Jorge Kajuru, do PSB de Goiás;

— Soraya Thronicke, do PSL do Mato Grosso do Sul;

— Marcos do Val, do Cidadania do Espírito Santo;

— Leila Barros, do PSB do Distrito Federal;

— Rodrigo Cunha, do PSDB de Alagoas;

— Eduardo Girão, do Podemos do Ceará;

— Flávio Arns, da Rede do Paraná;

— Major Olímpio, do PSL de São Paulo;

— Luis Carlos Heinze, do PP do Rio Grande do Sul;

— Alvaro Dias, do Podemos do Paraná;

— Oriovisto Guimarães, do Podemos do Paraná;

— Elmano Férrer, do Podemos do Piauí;

— Alessandro Vieira, do Cidadania de Sergipe;

— Mara Gabrilli, do PSDB de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!