Pistoleiro de facção vai a julgamento por duplo homicídio - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Pistoleiro de facção vai a julgamento por duplo homicídio

Um dos chefes do Comando Vermelho é suspeito de cometer vários assassinatos e foi transferido para um presídio federal por representar uma ameaça para o Estado, em meio à série de ataques em janeiro deste ano

Alguns dias depois do duplo homicídio, a Polícia Militar realizou operação na Favela do Gueto para prender os acusados das mortes FOTO: FERNANDO RIBEIRO

O preso Maycon da Silva Nascimento, o 'Mayconzinho', de 26 anos, considerado pela Polícia cearense como um pistoleiro da facção criminosa Comando Vermelho (CV), vai a julgamento na 3ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, na próxima sexta-feira (17), por um duplo homicídio ocorrido em junho de 2012. Quase sete anos depois, o seu comparsa, José Flávio Rodrigues Pereira, o 'Gago', 27, que também é réu no processo, ainda não será julgado pelos crimes.


O pistoleiro deveria ter sido julgado há um mês, no dia 17 de abril, mas houve um problema técnico no sistema de videoconferência que iria permitir a participação de 'Mayconzinho', e o juiz estadual adiou a sessão. O detento se encontra na Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná, desde janeiro deste ano, quando 21 presos com perfil de liderança no CV foram transferidos pelo Estado para presídios federais de segurança máxima, para evitar ameaças à Segurança Pública, em meio à maior série de ataques criminosos da história do Ceará. A expectativa da Justiça é que a tecnologia, desta vez, funcione.

'Mayconzinho' e 'Gago', com apoio de outros criminosos não identificados até hoje, são acusados de matar a tiros o casal Eduardo Pinheiro da Silva e Karina Sirlene de Souza Lima, além de ferir dois jovens, na Rua Senador Almino, na Praia de Iracema, em Fortaleza, na noite de 3 de junho de 2012. As quatro pessoas baleadas saíam de uma festa de reggae em direção à parada de ônibus, quando foram surpreendidas pelos assassinos.

Conforme as investigações da Polícia Civil, o alvo da ação criminosa era Eduardo, que tinha uma dívida com a quadrilha pela compra de drogas. O Ministério Público do Ceará (MPCE) considerou que os homicídios foram cometidos por motivo torpe e mediante recurso que impossibilitou a defesa das vítimas, e a denúncia foi aceita pela Justiça. O advogado de defesa dos dois réus não atendeu aos telefonemas.

Atuação

Maycon Nascimento é suspeito de cometer diversos assassinatos, respondendo a cinco processos pelo crime, na Justiça Estadual - além de ações penais por associação criminosa e crimes do Sistema Nacional de Armas. A Polícia prendeu o pistoleiro em Guaraciaba do Norte, em dezembro de 2012, seis meses após os crimes.

Os dois acusados pelo duplo homicídio são apontados pela Polícia como membros de um braço do Comando Vermelho que domina o tráfico de drogas na Favela do Gueto, localizada em volta da antiga Fábrica da Vilejack, na Barra do Ceará, na Capital. O líder da quadrilha, Márcio Gladson Dias da Silva, o 'Márcio do Gueto', também foi transferido para presídio federal.

Comparsa

Já José Flávio Pereira foi capturado pela Polícia somente em abril do ano passado. Devido à demora no cumprimento do mandado de prisão preventiva, o juiz chegou a suspender o processo em relação a esse acusado e o curso do prazo de prescrição, em março de 2016. Não há previsão para o seu julgamento pelo assassinato do casal. Ao total, ele responde a seis processos por homicídio, além de um por resistência, na Justiça Estadual.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!