Médico negociava ultrassom furtado em grupos no WhatsApp - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Médico negociava ultrassom furtado em grupos no WhatsApp

Equipamento custa aproximadamente R$ 45 mil, mas era vendido por R$ 11 mil


Fotos: Amanda Abdala/TV Cidade

Três suspeitos foram presos durante investigação da Polícia Civil, sob suspeita de envolvimento no furto e receptação de aparelhos de ultrassom, em Fortaleza. Um dos equipamentos era de propriedade da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e era avaliado em R$ 45 mil. Além do trio, um médico foi detido, mas liberado mediante pagamento de fiança. 

De acordo com as investigações, o equipamento da Uece foi furtado do carro de uma estudante universitária em 15 de fevereiro deste ano. O caso foi denunciado à Polícia Civil, que iniciou as buscas pelo aparelho. Além deste, um outro ultrassom já tinha sido levado de uma clínica particular no bairro Conjunto Ceará. 


Com as informações, os policiais do 11º Distrito Policial, no bairro Pan Americano, chegaram a um médico, que teve a identidade preservada para não prejudicar as investigações. Ele comprou um aparelho por R$ 2 mil, valor inferior ao cobrado no mercado, e tentava vender o ultrassom em grupos de WhatsApp por cerca de R$ 11 mil. O médico foi detido e pagou fiança. 
Com base no depoimento do profissional, a Polícia Civil chegou a Ricardo José Maia Moraes, Francisco Dierle de Souza Batista e Francisco Rômulo Rodrigues Campos, conhecido como "Peru". O trio foi preso por receptação. Com a prisão, os policiais esperam chegar à liderança da organização especialista em roubar e furtar aparelhos hospitalares. 

Fonte G1 CE


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!