Dupla presa em operação da Polícia Civil era responsável por armazenar material explosivo - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Dupla presa em operação da Polícia Civil era responsável por armazenar material explosivo

A operação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) que resultou na apreensão da carga de explosivos encontrada, na manhã dessa quarta-feira, no bairro Granja Lisboa, chegou a uma dupla criminosa responsável por guardar o material. Milene Constantino dos Santos (20) e Ackel Jarley Bezerra Ferreira (35) foram presos em flagrante pelo armazenamento da carga roubada, em dezembro do ano passado, na Região Metropolitana de Fortaleza. Os criminosos também vão responder pelos crimes de receptação e associação criminosa. A outra parte do material que havia sido roubado, cerca de cinco toneladas, fora encontrada pela Polícia Civil no último sábado (12).

A partir de levantamentos de inteligência coordenados pelo Departamento de Inteligência Policial (DIP), equipes da Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco), do Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), da Unidade Tático Operacional (UTO) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) avançaram na troca de informações e deflagraram a operação. De acordo com as apurações, Milene é apontada como responsável por ordenar alguns atos criminosos contra equipamentos públicos na Capital, que estão sob investigação. A mulher, cujo companheiro está preso, também teria continuado às atividades criminosas dele. Ela já respondia por posse de drogas e receptação.

Quando os policiais civis estavam com Milene em sua residência, o segundo suspeito chegou ao local e também foi preso. Ackel Jarley, que não tinha passagem pela Polícia, e a mulher indicaram o local onde a carga explosiva estava escondida. As investigações apontam que Ackel guardava o material roubado em um apartamento em um conjunto habitacional no bairro Granja Lisboa, na Área Integrada de Segurança 2 (AIS 2). A dupla foi levada para a sede da Draco, em Fortaleza, onde foi autuada em flagrante pelos crimes de armazenar ilegalmente material explosivo, receptação e associação criminosa.

Com base nessas prisões e na apreensão dos materiais, as equipes de investigação irão aprofundar as apurações para identificar outros suspeitos de envolvimento nas ações criminosas no Estado.

Denúncias

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que a população pode contribuir com as investigações da Polícia Civil dando informações sobre pessoas envolvidas em atos criminosos. As denúncias anônimas podem ser feitas pelo Disque Denúncia 181 da SSPDS ou pelo WhatsApp da Draco pelo número (85) 98969-0182, por onde podem ser enviados vídeos, áudios fotos e textos que auxiliem na captura de criminosos e na localização de materiais ilícitos. A identidade do denunciante é mantida em sigilo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!