Ceará vive 1º surto da “Virose da mosca”; veja como se prevenir - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Ceará vive 1º surto da “Virose da mosca”; veja como se prevenir

O Ceará está no período da pré-estação chuvosa. Junto às precipitações, também vêm algumas viroses. O estado já vive seu primeiro surto da doença diarreica aguda, conhecida como “Virose da mosca”.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, entre dezembro de 2018 e os últimos dias de janeiro, já foram registrados 4.971 casos da doença no Ceará. Entre os principais sintomas das pessoas que contraem a doença estão diarreia e problemas gástricos.

De acordo com o médico infectologista Aldo Ângelo, durante o período de chuva a tendência é que os casos aumentem. “Essa virose normalmente se apresenta como uma gastroenterite, e as chuvas conseguem disseminar mais essa etimologias”. O médico ainda ressalta que a doença é de fácil transmissão, por isso a grande quantidade de casos. Mas existem algumas medidas para tornar a transmissão mais difícil. “O vírus é muito transmissível. Cuidados com a higiene são importantes para esse momento”.

“A proliferação das moscas aconteceu durante o ano inteiro, mas no período de chuvas ela acontece com uma maior intensidade. É muito importante que a população tenha consciência do que deve ser feito para evitar o acúmulo dessa matéria orgânica em casa, tomando medidas como acondicionar o lixo doméstico em sacos sempre fechados”.Dos quase 5 mil casos, 302 foram registrados na cidade de Sobral, no Norte do Ceará, que lidera o ranking. A gerente da unidade de vigilância de Zoonoses da Prefeitura de Sobral, Amanda Rocha, explica que o lixo é um dos principais multiplicadores de moscas. Além das ações do poder público, conscientização é a saída para afastar a doença.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde informou que, de janeiro até junho de 2018, foram registrados 194.094 casos da doença diarreica aguda em todo o estado.

A unidade de vigilância de zoonoses da Prefeitura de Sobral lembra ainda que, além da mosca, período chuvoso também contribui para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, vetor da dengue, Zika Vírus e Febre Chikungunya. Portanto, todo cuidado é pouco com a limpeza da sua casa e a água acumulada em recipientes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!