Ceará tem primeira madrugada sem ataques após 13 dias de ações criminosas no Estado - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Ceará tem primeira madrugada sem ataques após 13 dias de ações criminosas no Estado

O Ceará teve a primeira madrugada sem ataques após 13 dias de ações criminosas contra prédios públicos, veículos e equipamentos no Estado. Das 0h até às 6h da manhã desta terça-feira (15) não foi registrada nenhuma ocorrência relacionada com os crimes dos últimos dias. A informação foi confirmada pelo Governo do Estado.

O último ataque registrado no Estado foi às 23h desta segunda-feira (14), em que um ônibus foi incendiado no distrito de São Jerônimo, em Guaiúba, Região Metropolitana de Fortaleza. De domingo (13) até segunda-feira (14) foram registrados 9 ataques no Estado. Entre eles, explosões em pontes em Chorozinho, Tabuleiro do Norte e Fortaleza. 

Desde a noite de segunda (14), equipes da Polícia Militar, da Guarda Municipal e da Força Nacional realizaram campanas em áreas onde poderiam ocorrer ataques, como num túnel localizado na Avenida General Osório de Paiva, no Bairro Parangaba. O policiamento foi reforçado após uma denúncia de tentativa de instalação de bomba no local.

Segundo a Polícia Militar, um casal estava no túnel utilizando uma furadeira para perfurar uma das colunas do equipamento. A polícia foi informada sobre ação através de denúncias anônimas. Conforme os policiais, os suspeitos fugiram antes da chegada da polícia. Um carro estaria dando apoio a tentativa de ação criminosa. Não foi encontrado nenhum artefato explosivo no local.

360 pessoas já foram presas ou detidas

Foram presas ou apreendidas 360 pessoas por envolvimento nos atos criminosos que acontecem no Ceará desde o dia 2 de janeiro. O balanço da Secretaria da Segurança Pública corresponde até às 17h desta segunda-feira (14). 

O Governo do Ceará fez uma série de medidas de combate a facções criminosas no Estado, entre elas estão a Lei da Recompensa, que paga em dinheiro quem denunciar autores de ataques ou fornecer informações que possam prevenir crimes; transferência de líderes de facções criminosas para presídios federais, além do reforço na segurança com o recebimento de mais de 400 agentes da Força Nacional.

De acordo com o balanço feito pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Do dia 2 a 13 de janeiro as forças de segurança receberam em torno de 3.725 denúncias enviadas pelo 181 do Disque-Denúncia e também por meio do WhatsApp da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). No total, os dois canais com a população contabilizaram uma média de 310 denúncias diárias. 

Desde o dia 2 de janeiro, ocorreram 205 ataques criminosos em 46 cidades. A série de atentados teve início em Fortaleza, com incêndios em ônibus, foi para a Região Metropolitana, com a explosão de um viaduto e se espalhou pelo interior, onde os alvos foram principalmente veículos e prédios públicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!