Executor é expulso de facção criminosa por cobrar R$ 30 mil para assassinatos por encomenda - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Conheça a UNIASSELVI – Graduação e pós-graduação presencial e EAD

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Executor é expulso de facção criminosa por cobrar R$ 30 mil para assassinatos por encomenda

A Polícia Civil de Quixadá pretende elucidar uma série de crimes de morte praticados nesta cidade e municípios vizinhos nos dois últimos anos. A possibilidade de elucidação surgiu com a prisão de Francisco Romário Hermogenes Franca, 24 anos. Ele e outras quatro pessoas foram capturadas por equipes do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) na noite do último domingo (26) em Quixadá, por tráfico de drogas.

De acordo com o delegado Salviano de Pádua Saldanha, responsável pela lavratura do flagrante do grupo por tráfico, havia suspeitas de Romário ter praticado alguns assassinatos em Quixadá. “Conseguimos fazer ele quebrar o silêncio. Não demorou muito e confirmou ser assassino de aluguel. As mortes eram encomendadas em média a R$ 30 mil cada. São muitos detalhes a serem esmiuçados nas investigações“, revelou o delegado.

Informalmente , Romário informou ao delegado que integrava a facção criminosa Guardiões do Estado (GDE). Era o executor do grupo criminoso na região. Acabou sendo preso por tráfico de drogas. Quando estava atrás das grades os faccionados descobriram que ele estava lucrando com os assassinatos sob encomenda. Foi expulso. Passou a agir por conta própria. Ele já responde por três homicídios. O primeiro ocorreu em janeiro de 2013. Não foram revelados mais detalhes para não prejudicar as investigações.

Tráfico de drogas

O assassino de aluguel já havia sido preso, em 2015, por tráfico de drogas. Dessa vez as equipes do Raio estouraram a “boca de fumo” mantida por ele no bairro Campo Velho, em Quixadá. No local foram encontrados 35 gramas de crack, 380 gramas de maconha, uma espingarda calibre 32, munições e cinco telefones celulares. Romário estava trancado dentro de um quarto, embalando drogas para venda.

No momento da abordagem policial um usuário estava comprando drogas na porta do ponto de tráfico.

No imóvel também foram presos sua companheira, a técnica em Enfermagem Francisca Raquel Oliveira Morais Branco, 24 anos; a doméstica Francisca Cleidiane Gomes de Melo, 40 anos; o pintor Paulo Victor de Moraes, 24 anos e o estudante Paulo Victor Silva Lima, 19 anos. todos foram autuados em flagrante delito por tráfico de drogas e associação criminosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!