Crime organizado quer interferir nas eleições do Ceará - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Crime organizado quer interferir nas eleições do Ceará

Uma facção criminosa do Rio de Janeiro estaria interessada em exercer domínio sobre as eleições deste ano no Ceará. Conforme reportagem do El País, integrantes desta organização não permitem que moradores de algumas comunidades da capital façam propaganda ou trabalhem para determinados candidatos. Por conta disto, foi solicitado o reforço de força federal em cinco cidades: Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú e Sobral, todas com mais de 100.000 habitantes.

Existe um bilhete que reforça a determinação. O recado está entre os anexos do pedido de reforço na segurança, que será encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Conforme o procurador regional eleitoral do Estado Anastácio Tahim, os supostos integrantes de um grupo criminoso estão "ameaçando e orientando os moradores de certas comunidades com relação a quais candidatos tem propaganda vedada no bairro”. 

O recado deixaria claro que a facção não permite apoio aos candidatos que “apoiam a ditadura, a tortura e tudo que é contra o povo carente”. No documento, são citados um deputado federal, estadual e um candidato à Presidência da República. 

Conforme o procurador, dominar territórios é apenas o começo das ações do crime organizado. “A partir do momento em que essas facções ocupam seus territórios, em alguns inclusive o policiamento já não entra, eles começam a ter contornos e pretensões eleitorais”, disse ao jornal. 

Todo material obtido para fazer a solicitação de tropas federais, foi repassado através de denúncias anônimas ao Ministério Público e Procuradoria Regional Eleitoral. O procurador, no entanto, desconversou ao ser questionado se existe algum candidato investigado por ligação com facções. 

O governador Camilo Santana (PT), candidato à reeleição, discutirá com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE), esta semana, a necessidade de fazer o pedido à União. “Sempre fiz parcerias com os órgãos federais. Vamos avaliar. Quero ouvir qual é a necessidade disso”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!