Funk com apologia ao estupro causa revolta e mulheres criam música em resposta - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Conheça a UNIASSELVI – Graduação e pós-graduação presencial e EAD

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Funk com apologia ao estupro causa revolta e mulheres criam música em resposta

De MC Diguinho, “Só surubinha de leve” já coleciona mais de 14 milhões de visualizações no Youtube e está no topo da lista de hits de plataformas de streaming. A música está sendo descrita como o “sucesso do Carnaval” por algumas pessoas. Entretanto, a letra do funk tem causado polêmica nas redes sociais depois de alguns usuários apontarem apologia ao estupro.

“Taca bebida, depois taca pica e abandona na rua” é o trecho mais questionado. A situação relatada na música parece ser a de um homem que alcooliza uma mulher, em seguida tem relações sexuais com ela e depois a deixa no meio da rua. A agressividade na letra tem gerado pedidos para que o Spotify retire a música de sua plataforma.

Em um vídeo de “resposta” a música do MC, duas mulheres cantam o funk e logo depois encaixam uma letra sobre respeito a mulher. “Abusar a mulher é crime, estupro é violência, tira as mãos de cima dela e coloca na consciência”, diz a paródia das garotas. O vídeo já tem 110 mil visualizações no Twitter.

"Bom dia, Spotify. Gostaríamos de saber se algo será feito em relação a música "Só Surubinha de Leve". Sabemos que somos um país livre de censura, mas essa música é um atentado ao bom senso e uma explícita propaganda ao estupro. Não é mimimi, é nojo mesmo." diz uma protestante.

vamos parar de focar em só uma música que tem a letra escrota, que faz apologia ao estupro, e passar a prestar atenção nas outras também... surubinha tá longe de ser a única.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!