Fortaleza registra alagamentos após chuvas nesta quarta - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Conheça a UNIASSELVI – Graduação e pós-graduação presencial e EAD

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Fortaleza registra alagamentos após chuvas nesta quarta

Fortaleza registrou nesta quarta-feira (10) ficou com ruas e avenidas alagadas com as chuvas. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), foram 12 milímetros de precipitação, a maior chuva na capital cearense neste início de ano.

A chuva gerou pontos de alagamentos em diversos bairros da capital, como nos bairros Dionísio Torres, Aldeota, Meireles, Praia de Iracema, Parangaba, Barra do Ceará, Fátima, e Praia do Futuro.

O trecho da Avenida Oliveira Paiva próximo ao viaduto que dá acesso a BR-116 acumulou grande quantidade de água que obrigou aos motoristas a reduzir a velocidade. Outro ponto de alagamento foi registrado no Lago Jacarey, no Bairro Cidade dos Funcionários. Houve ponto de alagamento nas Avenidas Aguanambi, 13 de Maio e Heráclito Graça, no Centro.

Conforme a Funceme, a chuva ocorre devido à presença de “áreas de nebulosidade sobre o estado do Ceará" como também a presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN - sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária a aproximadamente 12 km de altura).

Além da capital, choveu em outros 20 municípios do estado. Os maiores registros foram em Uruoca (26,0 mm), Granja (25,0 mm), Pindoretama (18,0 mm), Aquiraz (17,0 mm), Chaval (15,0 mm), Martinópole (12,00 mm), Russas (8,7 mm), Palmácia (8,2 mm), Bela Cruz (8,0 mm) e Jucás (8,0 mm).

De acordo com os meteorologistas, durante a pré-estação chuvosa no Ceará, que vai de dezembro a janeiro, “é normal ser observada a influência das áreas de instabilidade atmosférica no Estado, induzindo chuvas”.

10 maiores chuvas por Municípios no dia:

Uruoca (Posto: Uruoca) : 26.0 mm
Granja (Posto: Granja) : 25.0 mm
Pindoretama (Posto: Pindoretama) : 18.0 mm
Aquiraz (Posto: Aquiraz) : 17.0 mm
Chaval (Posto: Chaval) : 15.0 mm
Martinópole (Posto: Martinopole) : 12.0 mm
Russas (Posto: Sitio Timbauba Macore) : 8.7 mm
Palmácia (Posto: Palmacia) : 8.2 mm
Bela Cruz (Posto: Prata) : 8.0 mm
Jucás (Posto: Poco Grande) : 8.0 mm

Previsão a tarde desta quarta (10): ao longo do dia, nebulosidade variável com chuva em todas as regiões cearenses.
Quinta (11): no decorrer do dia, nebulosidade variável com chuvas no centro-sul e possibilidade de chuvas isoladas nas demais regiões do Ceará.
Sexta (12): nebulosidade variável com chuva no sul do estado e possibilidade de chuvas isoladas nas demais áreas ao longo do dia.

As primeiras chuvas de 2018 garantiram um aporte de 1 milhão de metros cúbicos de água aos reservatórios cearenses monitorados pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh). O volume é suficiente para abastecer uma cidade de 150 mil habitantes durante um mês, conforme a companhia.

Apesar do alívio das chuvas, a situação segue crítica no Ceará. A capacidade total dos 155 açudes monitorados pela Cogerh é 18,6 bilhões de m³ e apresentam atualmente volume de 1,31 bilhão m³ (7% da capacidade total).

Nesta segunda-feira, houve aporte nos açudes Lima Campos e Thomás Osterne, da bacia do Salgado, e Canoas, da bacia do Alto Jaguaribe. Foram registradas chuvas em 26 postos pluviométricos monitorados pela Funceme.

Castanhão em situação crítica

O maior açude do país, o Castanhão, segue sem aumento no seu volume de água. Nesta segunda, o reservatório tem 2,55% da sua capacidade máxima. O açude chegou ao volume morto pela primeira vez em dezembro do ano passado.

Apesar da situação crítica, o Governo do Estado do Ceará afirma que a Grande Fortaleza, que recebe água do Castanhão, não corre risco de ficar sem água nos próximos meses.

O Ceará tem atualmente 21 cidades com água garantida só até o fim deste mês. Outros 18 municípios têm água até o fim de fevereiro, caso não ocorra chuva nesse período.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!