Açude Pereira de Miranda recebe visitas e margens são poluídas por populares; Chocolate dá aula de educação ambiental - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Açude Pereira de Miranda recebe visitas e margens são poluídas por populares; Chocolate dá aula de educação ambiental

Com a recarga deste inverno, que já supera a de 2017, aos poucos, o açude Pereira de Miranda volta a receber visitas constantes de populares esperançosos com a cheia da barragem. Na foto acima, Francisco de Assis, o único pipoqueiro de Pentecoste, aproveita o número de pessoas no local para tirar o sustento com as vendas.

Nessa época do ano, principalmente aos finais de semana, o Pereirão é uma ótima alternativa de lazer e recebe, inclusive, vários turistas de outras cidades e da própria. Alguns, muitas vezes, antes de ir embora, não recolhem o lixo que produzem, e o vento, quando está forte, carrega para dentro da água. Em matérias anteriores, já mostramos esse tipo de poluição ambiental. Vários são os registros de garrafas de vidro, pet, plásticos, embalagens de quentinhas e até fraldas descartáveis abandonadas nas margens do açude. Até incêndio de grandes proporções já aconteceu do outro lado, no entorno, devido a irresponsabilidade de um pescador que acendeu uma fogueira para assar peixes e deixou as chamas atingirem a mata seca. 

E nesta sexta-feira, em filmagens para uma comparação da elevação do volume de água - esta deverá ser publicada ainda hoje, 24 de fevereiro - presenciamos um grupo de homens bebendo e cozinhando peixes nas proximidades da galeria. Chocolate, como é conhecido popularmente, o mais extrovertido, e os amigos, ambos do bairro Santa Inês, mostraram que educação e responsabilidade não são atributos exclusivos de pessoas formadas ou de classe social média, alta.

Em vídeo, com humor, ele revela a realidade: "A gente faz esse foguinho, e assim sobrevive. A gente não tem como comprar botijão de gás, muito menos um fogão. Panela de pressão é improvisada. O rapaz que passava fome, hoje não passa mais", diz apontando para um peixe sendo tratado.

"Em um ambiente como esse, público, pessoas colocam resíduos à beira da água", denuncia. "Nós viemos aqui não só para brincar, mas para trabalhar e mostrar para a população que precisamos cuidar do meio ambiente. Não viemos aqui só para beber e comer peixe, viemos aqui para trabalhar e mostrar que no mundo tem ser humano", explica o propósito de sua ida ao Pereira de Miranda com os amigos. Acompanhe o vídeo a seguir:
Por André Barros
Editor do Blog Notícias de Pentecoste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!