Professor é humilhado e agredido em sala de aula no RJ; Polícia abre inquérito para investigar - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Professor é humilhado e agredido em sala de aula no RJ; Polícia abre inquérito para investigar

Thiago dos Santos Conceição, 31, pediu demissão da escola em que dava aula após ter sido agredido por estudantes do 9º ano do ensino fundamental. Vídeo que circula nas redes sociais mostra a série de ataques por parte dos alunos. Provas foram rasgadas, o professor foi xingado e um objeto foi arremessado contra ele enquanto escrevia no quadro. Informações são do G1.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o episódio. O caso aconteceu na Ciep Municipal Mestre Marçal, em Rio das Ostras, no Rio de Janeiro. A filmagem, que foi editada, começa com ameaças graves a Thiago. "Vai matar o professor, cara? Faz isso não. O cara te dá aula, o cara é maneiro", fala um colega para o outro, que responde: "o cara nunca mais vai dar".

Durante três minutos de gravação, o professor de Português foi provocado e intimidado. Ele tentava aplicar uma prova para a classe. Um dos alunos, que parece ser o "líder" das intimidações, amassa e rasga provas dos colegas: "acabou a prova professor". Um outro estudante é filmado quebrando um dos quadros da sala de aula.

As ações aconteceram na última terça-feira, 18. Em entrevista ao Jornal Hoje, Thiago dos Santos afirma que está "apavorado" porque ama ensinar. Ele pediu demissão. "Eu tenho medo, já ouvi ataques dizendo pra eu tomar cuidado, perguntando se eu não tinha medo de acordar morto", comentou. Segundo ele, o problema na turma do 9º é recorrente. Os jovens teriam batizado a classe de "sala do terror". 

Um dos estudantes publicou um pedido de desculpas no Facebook: "A gente tá na escola para estudar, não é para ficar debochando da cara de ninguém". E ainda diz que "ninguém é perfeito e todo mundo já teve um momento de criança". 

"Muito triste por não ter conseguido mudar a situação deles. Triste por não ter deixado nenhum legado para eles. A escola tem que ter um olhar especial para essa turma, para os professores e para esses alunos, porque eles são reféns da sociedade e estão gritando por socorro", pontua o professor agredido.

A Secretaria da Educação do Município afirmou que os alunos envolvidos foram suspensos. O Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude, informou à publicação carioca que um dos estudantes é maior de idade e que ações cabíveis serão tomadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!