Líder comunitária de Maranguape é assassinada a tiros em via pública - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Líder comunitária de Maranguape é assassinada a tiros em via pública

Fernanda Maria Pinheiro Pereira, de 55 anos, líder comunitária do bairro Prourb, em Maranguape, foi morta a tiros em uma rua da área, por volta das 7 horas da manhã desta segunda-feira (17). Segundo o delegado Francisco Baraúna, uma das linhas de investigação do crime é que a vítima tenha denunciado os autores de um assassinato ocorrido na área no dia 11 de dezembro.

Além de líder comunitária, Fernanda era orientadora social do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), visitando crianças e adultos em situação de rua e que vivem em áreas de risco.

O delegado Francisco Baraúna informou, ainda, que dois homens, envolvidos em outros homicídios, são suspeitos do assassinato de Fernanda. "O modus operandi deles nos faz crer que estamos no caminho", contou. Outras duas hipóteses são levantadas: a de que o trabalho de Fernanda, afastando crianças do tráfico de drogas tenha desagradado as facções, e ainda de que ela era de um bairro dominado por uma facção e se mudou para um local dominado por outra facção.

Ainda segundo Baraúna, uma das possibilidades de motivação do crime é de ela ter comentado com pessoas da comunidade os nomes dos responsáveis pelo assassinato de um anão, na semana passada. Porém, o delegado assegurou que essa é uma suspeita e que apenas as investigações podem ajudar a solucionar o caso.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima foi socorrida por uma viatura da Polícia Militar para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Equipes da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foram enviadas ao local para realizar os devidos procedimentos da ocorrência. As Polícias Militar e Civil estão em diligências para encontrar os suspeitos do crime. As investigações do caso estão a cargo da Delegacia Metropolitana de Maranguape.

Denúncias

A Polícia Civil informa que a população pode ajudar nas investigações, com informações que possam auxiliar a solucionar o caso. As denúncias podem ser feitas no número (85) 3101-2808, da Delegacia Metropolitana de Maranguape. O sigilo é garantido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!