quinta-feira, 29 de março de 2018

Agentes penitenciários impedem chacina e retiram oito presos da CPPL III

Os detentos estavam "decretados" para morrer. Unidade concentra presos do PCC


Agentes penitenciários da casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL III), em Itaitinga, e profissionais do Grupo de Apoio Penitenciário (GAP) retiraram oito detentos de dentro da unidade prisional, que estavam "decretados" para morrer. A ação aconteceu nesta quinta-feira, 29. 

Segundo o presidente do Conselho Penitenciário, Cláudio Justa, os detentos que iriam morrer provocaram uma confusão para chamar atenção dos agentes, conseguindo assim a intervenção e a retirada deles da zona de risco. "Mesmo em volume menor do que os demais detentos, a direção acionou o Gap e os detentos foram localizados", disse Justa. A unidade prisional concentra os presos do Primeiro Comando da Capital (PCC). Os oito "decretados" para morrer foram transferidos.

Sobre o assunto

O POVO Online opta por preservar a localização atual dos presos por questões de segurança. Por meio de nota, a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) informou que os agentes penitenciários plantonistas e o Gap retiraram oito internos que estavam ameaçados. "A ação aconteceu antes de qualquer conflito entre os internos. As ameaças eram verbais e ninguém ficou machucado", divulgou o órgão.

Redação O POVO Online

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster