terça-feira, 28 de novembro de 2017

“Ela queria receber pensão pelo resto da vida”, diz tenente sobre ex-mulher suspeita de matar o filho em Fortaleza

Passados mais de três anos, vai a júri popular Cristiane Renata nesta terça-feira (28). Ela é a principal acusada de matar envenenado o próprio filho, Leudo Ricardo, na época com apenas 9 anos.

Ela também tentou matar o esposo, o tenente do Exército Francileudo. Na época, o militar foi acusado de matar o próprio filho e tentar se suicidar, mas as investigações mostraram o contrário.

O crime aconteceu 11 de novembro de 2014, na casa da família, no bairro Dias Macedo. Naquela noite, pai e filho foram envenenados com o conhecido “chumbinho”, veneno utilizado para matar ratos.

No decorrer das investigações, Cristiane Renata Coelho passou a ser acusado do crime. Ela foi presa e indiciada por homicídio triplamente qualificado e tentativa de homicídio.

A equipe do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, entrevistou o tenente do Exército Francileudo Bezerra. “Não tem um dia que eu levante pela manhã e não lembre dele”, comenta sobre a morte do filho. “A motivação era receber a pensão pelo resto da vida, sem ter responsabilidade nenhuma”, acrescentou sobre a ex-esposa Cristiane Renata.

“O que eu espero é que a justiça puna com mais vigor possível, apesar de a lei permitida aqui no Brasil ser branda”, concluiu.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster