quinta-feira, 25 de maio de 2017

PM prende bandido suspeito de matar 10 jovens com dívidas de drogas em Maracanaú

A Polícia Militar prendeu nesta quarta-feira (24) um homem acusado de ser um matador profissional à serviço do tráfico. Contra ele pesam as suspeitas de ter praticado um sequência de execuções sumárias nas últimas três semanas na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O “serial killer” do tráfico teria assassinado 10 pessoas no intervalo de apenas 45 dias. Ele já confessou cinco. As vítimas seriam todas jovens, algumas ainda adolescentes, usuárias de drogas que estariam devendo aos traficantes.

A prisão de Valdegleison Lopes Araújo, 34 anos, conhecido por “Tim”, pode levar a Polícia a desvendar nas próximas horas um rosário de mortes ocorridas recentemente em Maracanaú. A maioria dos assassinatos aconteceu na comunidade Alto da Mangueira, entre os dias 15 de abril e 23 de maio (última terça-feira).

“Tim” foi capturado numa operação da Polícia Militar após a Justiça decretar a sua prisão preventiva. Nas mãos dos agentes havia um mandado de prisão expedido pelo juiz de Direito, Antônio Jurandy Porto Rosa Júnior, titular da Primeira Vara da Comarca de Maracanaú.

Na tarde de ontem (24), uma patrulha da Força Tática de Apoio (FTA) do 14º BPM (Maracanaú) capturou o assassino com duas armas de fogo, entre elas, uma escopeta de calibre 12, com cano serrado, com a qual ele atirava geralmente na cabeça das vítimas, matando-as instantaneamente sem chances de defesa e de sobrevivência, o que caracterizava as execuções sumárias. A ordem para ele eliminar os devedores do tráfico pode ter partido de dentro de um presídio da RMF.

Mortes em série

A sequência de assassinatos já confessada pelo bandido teve início no dia15 de abril, quando, por volta das 17h50, “Tim” executou o jovem Francisco Jéfferson Cardoso Moreira, de 23 anos, na Rua 7.

Em seguida, no dia 1º de maio (domingo), ele teria assassinado Antônio Rafael Félix da Silva, de 28 anos, na Avenida 16 de Agosto, no bairro Pau Serrado.

No dia seguinte, 2 de maio, a vítima foi a adolescente Moniza Marques dos Santos, 16 anos, que era usuária de drogas e foi morta, com tiros na cabeça, por na Rua Jaime Paulino, no Alto da Maangueira, por volta de 13h24, conforme registros da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). A garota não teve chance alguma de defesa.

O quarto assassinato aconteceu no último domingo (21), por volta de 15h18 na Rua 17 do Alto da Mangueira, tendo como vítima o jovem Mardônio Marques dos Santos, 22 anos.

O quinto homicídio ocorreu na noite da última terça-feira (23), por volta de 18h11, na Rua Antônio Correia Viana, também no Alto da Mangueira, onde um jovem identificado até o momento somente por “Curica”, também foi fuzilado.

Investigações

A Polícia, no entanto, acredita que o número de mortes praticadas por “Tim” pode ser ainda maior, já que, com o aprofundamento das investigações, as testemunhas possam revelar detalhes dos homicídios. “Tim” permanece detido na Delegacia Metropolitana de Maracanaú (DMM), onde os riscos de uma fuga ou resgate são altos.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster