quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Ex-prefeito de Umirim rebate acusações da atual gestão

Segundo a atual administração, a Prefeitura teria sido entregue com saldo negativo. Para rebater acusações, o ex-prefeito realizou um encontro com eleitores no município em sua residência na noite desta quarta-feira (18).

A atual gestão da Prefeitura de Umirim divulgou nos últimos dias durante uma entrevista concedida à uma rádio local do município, que teria recebido a Prefeitura com saldo negativo. Para esclarecer ao público e rebater as acusações, o ex-prefeito Zé da Marieta, realizou uma reunião em sua residência com eleitores na noite desta quarta-feira (18).

Segundo o ex-prefeito, a atual gestão recebeu a prefeitura com R$ 2,8 milhões em saldo na conta bancária, entregando a cidade limpa, iluminada e adimplente. Ele ressalta que realizou todos os procedimentos ­­­para repassar a próxima gestão os dados necessários para o bom andamento dos trabalhos.

O ex-prefeito repudia ainda a atitude do atual prefeito, Felipe Uchoa, que estava querendo decretar estado de calamidade financeira no município, mas aceitou o reajuste salarial de 40% colocado em votação na Câmara Municipal de Umirim, que deve gerar um aumento de R$ 384 mil por ano aos cofres públicos.

Confira a nota do ex-Prefeito Zé da Marieta:
 
Boa noite amigos,

Em resposta aos números apresentados pelo atual prefeito de Umirim, em entrevista à uma rádio local, venho as esclarecer, trazendo a real situação dos números deixados por nossa gestão, enquanto prefeito de Umirim.

No tocante às folhas dos funcionários terceirizados, de fato deixamos os meses de outubro e novembro em aberto, porém, o dinheiro referente ao mês de outubro foi repassado para a empresa contratada no dia 29 de dezembro e o mês de novembro ficou em saldo na prefeitura.

Sai da Prefeitura no dia 31 de dezembro de 2016, deixando em saldo na conta bancária a quantia de R$ 2.862.411,86, e entreguei para a nova gestão uma cidade limpa, iluminada e adimplente.

É importante ressaltar que fizemos o possível para repassar para a próxima gestão os dados necessários para o bom andamento dos trabalhos. Tivemos uma gestão sempre muito transparente.

Na verdade, o atual prefeito Felipe Uchoa está fazendo alarde, mas acaba se contradizendo, pois é impossível querer decretar estado de calamidade financeira no município, e mesmo assim aprovar o reajuste salarial de 40% colocado para votação na Câmara Municipal de Umirim, gerando um aumento de R$ 384.000,00 aos cofres públicos por ano. Na verdade ele está querendo se proteger, com medo de não conseguir cumprir com suas promessas, aproveitando-se para politizar informações. Esse é o momento de trabalhar pela nossa cidade!

José da Marieta, ex-prefeito de Umirim

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster