quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Após ataques, motoristas de ônibus mudam rotas


As marcas ainda estão no asfalto. Na frente de uma escola, no bairro Serviluz, em Fortaleza, dois coletivos foram incendiados em dias diferentes. Casos que deixaram aqueles que residem próximo ao local, bastante apreensivos. 

Os ataques tiveram início no domingo (16). No primeiro caso, dez homens armados obrigaram os passageiros a descer do veículo e depois incendiaram o coletivo. Ninguém ficou ferido. Na noite de terça-feira (18), a mesma cena se repetiu, desta vez, no Mucuripe, em Fortaleza. No entanto, o Corpo de Bombeiros chegou em tempo de evitar que o fogo destruísse o veículo. 

Após as ações, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) autorizou o desvio de rotas dos coletivos no bairro. A Polícia Civil segue investigando os motivos que levaram aos ataques. A hipótese mais provável é que as ações criminosas tenham relação com o assassinato de três mulheres na comunidade da Estiva, que fica próxima daqui, na noite do último sábado (15), dentro de um bar. A suspeita é que o crime foi cometido por acerto de contas.

As três jovens foram identificadas como Cristiane Silva Holanda (23), Maria Mikaela Guedes Nogueira (20), e Thaynan Rodrigues de Sousa (22). Segundo a Polícia Militar, os assassinos chegaram em uma caminhonete preta e efetuaram vários disparos contra as vítimas.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster