Supermercados no Ceará limitam número de clientes no interior do estabelecimento - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

domingo, 22 de março de 2020

Supermercados no Ceará limitam número de clientes no interior do estabelecimento

Comércio no estado também limita compra de álcool gel e tem ruas bloqueadas.

Por G1 CE

Supermercado em Sobral tem número máxima de clientes no interior do estabelecimento para evitar aglomeração — Foto: Mateus Ferreira/TV Verdes Mares


Com o decreto do Governo do Ceará que restringe as atividades comerciais, apenas serviços essenciais seguem funcionando no estado. Farmácias, supermercados mantêm as vendas, mas com restrições para evitar aglomerações e falta de produtos nas prateleiras.

Em um supermercado em Sobral, há um controle do número máximo de pessoas que podem ficar no interior do estabelecimento. Conforme orientação da Vigilância Sanitária, um estabelecimento de 100 metros quadrados podem manter, no máximo, quatro clientes simultaneamente.

Do lado de fora, os clientes aguardam em fila, com distância de um metro entre elas, para evitar o contágio do novo coronavírus.
Ruas no entorno do Mercado Central de Sobral foram isoladas para evitar abertura de comércio — Foto: Mateus Ferreira/SVM


O Ceará tem 84 casos da doença, conforme boletim divulgado neste sábado (21) pela Secretaria da Saúde. Em todo o Brasil, são mais de 1.200 casos e mais de 10 mortes por Covid-19, a doença causada pelo coronavírus.

Para conter o avanço da doença, o comércio que está autorizado a manter as atividades adotou outras medidas restritivas.

Também em Sobral, as ruas no entorno do Mercado Central da cidade foi isolada para evitar que alguns comerciantes desobedeçam ao decreto e abram o estabelecimento.
Farmácia em Fortaleza tem limite de venda de dois frascos de álcool gel por pessoa — Foto: Gustavo Pellizzon/SVM


Já em Fortaleza, as farmácias limitam a compra de álcool gel para evitar que um único cliente compre várias unidades, gerando desabastecimento.

Conforme a Associação Cearense de Supermercados, não há risco de desabastecimento no Ceará, mas o órgão faz um alerta para que as pessoas evitem compras excessivas.

"Estamos em contato com os fornecedores e está tudo tranquilo. O único produto que está faltando é o álcool em gel, que praticamente todos os estoques zeraram”, explica Nidovando Pinheiro, vice-presidente da associação.

Decreto de quarentena


Ficam impedidos de exercer as atividades, por um período de 10 dias, comércios e estabelecimentos dos seguintes seguimentos:


bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres;
templos, igrejas e demais instituições religiosas;

museus, cinemas e outros equipamentos culturais, público e privado;

academias, clubes, centros de ginástica e estabelecimentos similares;

lojas ou estabelecimentos que pratiquem o comércio ou prestem serviços de natureza privada;

“shopping center”, galeria/centro comercial e estabelecimentos congêneres, salvo quanto a supermercados, farmácias e locais que prestem
serviços de saúde no interior dos referidos dos estabelecimentos;
feiras e exposições;

indústrias, excetuadas as dos ramos farmacêutico, alimentício, de bebidas, produtos hospitalares ou laboratoriais, obras públicas, alto forno, gás, energia, água, mineral, produtos de limpeza e higiene pessoal, bem como respectivos fornecedores e distribuidores.

Não são afetados pela medida:

Estabelecimentos médicos e hospitalares;
Laboratórios de análises clínicas, farmacêuticos, psicológicos;
Clínicas de fisioterapia e vacinação;
Distribuidores e revendedores de água e gás;
Distribuidores de energia elétrica;
Serviços de telecomunicação;
Segurança privada;
Postos de combustíveis;
Funerárias;
Padarias;
Estabelecimentos bancários;
Clínicas veterinárias,
Lojas de produtos para animais;
Lavanderias;
Supermercados.



NAO USAR - Ciclo do coronavírus — Foto: Foto: Arte/G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!