Distribuidora de energia no Ceará, Enel foi multada em mais de R$ 6,4 milhões em 2019 por problemas no serviço - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Distribuidora de energia no Ceará, Enel foi multada em mais de R$ 6,4 milhões em 2019 por problemas no serviço

“Erro de leitura” e “falta de energia” estão entre as principais reclamações de usuários cearenses.

Por Rodrigo Rodrigues, G1 CE


Erro de leitura e cobrança indevida são alguns dos problemas relatados pelos consumidores. — Foto: Helene Santos/SVM

Responsável pela manutenção e distribuição da energia elétrica no Ceará, a Enel recebeu cerca de R$ 94 milhões em multas, em sete anos (de 2013 a 2019). Somente no último ano, foram R$ 6,4 milhões. A Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) é o órgão responsável pela aplicação das sanções. Ela promove a regulação, o controle e a fiscalização do serviço no território cearense.

Em nota, a Enel informou que “cerca de 90% das multas já foram encerradas e o restante está em andamento”.

No ano passado, a Arce registrou mais de 10 mil reclamações contra os serviços prestados pela Enel no Estado. Os dados constam no último Relatório de Solicitações de Ouvidoria do órgão estadual. Os principais problemas relatados pelo usuários são: erro de leitura; falta de energia; variação de consumo; apresentação e entrega de fatura; consumo elevado; e cobrança indevida. Outubro de 2019 foi o mês com o maior número de reclamações: 1.481 registros.

O relatório da Arce avalia a situação dos setores de Energia Elétrica, Saneamento Básico, Transporte Intermunicipal e Gás Canalizado.

Diante da situação de reclamações, em maio de 2019, analistas da Agência Reguladora avaliaram os serviços da Enel e solicitaram a elaboração de um plano de ações. O acompanhamento dos resultados para levantar se as medidas estão sendo cumpridas será realizado até setembro deste ano. Entre as exigências estão o aumento no quadro de atendentes dos postos; contratação de 25 estagiários; aumento do horário de atendimento de 4h para 8h (para algumas lojas); e abertura das lojas aos sábados, para atendimento exclusivo de recadastramento rural.

Estão previstas cinco fiscalizações, além do acompanhamento das ações em aberto. As datas serão definidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!