Comissão de Assuntos Econômicos aprova créditos externos para Ceará financiar segurança hídrica e agricultura - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Comissão de Assuntos Econômicos aprova créditos externos para Ceará financiar segurança hídrica e agricultura

Marcos Oliveira/Agência Senado
O estado do Ceará deverá receber autorização para contratar dois empréstimos junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) para financiar projetos de segurança hídrica, agricultura familiar e gestão pública. A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou, nesta terça-feira (10), duas mensagens da Presidência da República que autorizam operações de crédito externo nos valores de US$ 139,8 milhões e US$ 100 milhões. As mensagens seguem para votação em Plenário, com requerimento de urgência. 

A primeira mensagem aprovada autoriza o governo do Ceará a contratar operação de crédito externo no valor de US$ 139,8 milhões (MSF 88/2019). O objetivo é financiar parcialmente o Projeto de Apoio à Melhoria da Segurança Hídrica e Fortalecimento da Inteligência na Gestão Pública do Estado do Ceará (IPF Ceará).

A segunda autoriza o governo a contratar empréstimo de US$ 100 milhões para apoiar o Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável São José III — 2ª Fase (MSF 89/2019). Ambos os empréstimos poderão ser pagos ao Bird em até 372 meses.

O relator das duas mensagens foi o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Ele lembrou que o governo do Ceará realiza os programas há muitas gestões e disse considerar o empréstimo importante. 

— O estado do Ceará tem o melhor modelo de gestão de recursos hídricos de todo o Brasil e esses recursos vão ampliar a capacidade de resposta sobretudo daquelas populações que habitam o semiárido cearense para conviver com a seca — afirmou. 

O senador Cid Gomes (PDT-CE), que já foi governador do estado, ressaltou que, com esses dois financiamentos, o Ceará atinge a cota a que tem direito — o que é raro, pois são poucos os estados que conseguem cumprir as exigências do Bird, disse. O senador agradeceu ao governo e também e ao relator, por dar um parecer favorável. Segundo Cid Gomes, a tecnologia auxilia o estado a se adaptar a sua realidade de seca. 

— Esse financiamento agora é para que, de um dos rios principais do estado, que é o Banabuiú, que tem um açude com o mesmo nome, desse açude o estado vai construir uma adutora para atender justamente a região mais crítica. São 37 localidades que vão poder ter a garantia da água para consumo humano — afirmou.

Fonte: Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!