Prefeitos empregam familiares em diversos cargos na gestão; denuncie casos em sua cidade - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Publicidade

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quinta-feira, 2 de maio de 2019

Prefeitos empregam familiares em diversos cargos na gestão; denuncie casos em sua cidade

Em Juazeiro do Norte, o prefeito José Arnon Cruz Bezerra de Menezes, o José Arnon, já foi obrigado a suspender nomeação de um parente seu
Empregar familiares nas prefeituras nos municípios do Ceará virou regra. Os gestores cearenses se aproveitam de determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) que validou nomeação de parentes para o exercício de cargo político. Dessa forma, é possível perceber a presença de irmãos, filhos, cunhados e esposas de prefeitos nos mais variados cargos da administração pública. 

Em Juazeiro do Norte, o prefeito José Arnon Cruz Bezerra de Menezes, o José Arnon, já foi obrigado a suspender nomeação de um parente seu. Em 2018, o juiz Francisco José Mazza Siqueira suspendeu a nomeação de José Roberto Celestino, cunhado de Arnon, para o cargo de secretário Especial de Articulação Política. 

Como o Diário do Nordeste alertou em sua edição impressa nesta segunda-feira (29), são diversos casos ocorridos em prefeituras do Ceará, como em Caucaia, Maracanaú, Iguatu, Reriutaba, Ererê, Guaramiranga, Quixadá, Itapipoca, Pedra Branca, Pacatuba, Granjeiro, dentre outros tantos municípios. 

Além de Celestino, o Ministério Público também pediu a exoneração do irmão do prefeito Arnon, Luiz Ivan Bezerra de Menezes, do cargo de Secretário Municipal do Meio Ambiente; e Renato Fernandes Oliveira, genro de Arnon, que atuava na Secretaria de Cultura do Município. 

A filha do prefeito, Isabel Geromel Bezerra de Menezes, já foi secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho, mas foi exonerada. De acordo com o Diário Oficial do Município, Luíz Ivan Bezerra de Menezes e Renato Fernandes Oliveira continuam atuando em suas respectivas funções. 

Em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), são muitos os secretários com o sobrenome do prefeito José Firmo Camurça Neto. Parentes do ex vice-prefeito, o hoje deputado federal Roberto Pessoa (PSDB), também estão entre as nomeações. 

Vládia de Almeida Camurça, na Secretaria de Recursos Humanos e Patrimoniais, é irmã do prefeito. Italo Camurça, chefe de gabinete, como a própria descrição de seu perfil diz no site da Prefeitura, é filho de Firmo. 

Vanderlene de Almeida Camurça, no Fundo Municipal de Saúde, é irmã do prefeito. Já Larissa Sousa Torres, atual namorada de Firmo, atuava, até janeiro passado, como cargo comissionado na Fundo Municipal de Saúde. 

Em Itapipoca, o prefeito João Ribeiro Barroso também tem histórico de nomeação de parentes. No ano passado, por recomendação do MP, inclusive, ele resolveu exonerar a irmã, Margarida Ribeiro Barroso, do cargo comissionado de Superintendente de Saúde Pública na Secretaria de Saúde de Itapipoca. No entanto, o sobrenome da família Barroso pode ser conferido em diversos cargos na Prefeitura atualmente. 

Comissionado

Iguatu e Quixadá também receberam notificações pela contratação de familiares na gestão. No caso de Iguatu, o prefeito Ednaldo de Lavor Couras nomeou o irmão, Francisco Valdemir Lavor, para o cargo de supervisor especial de Transportes, lotado na Secretaria de Governo. No entanto, o sobrenome “Lavor” está presente em muitos cargos na Prefeitura. 

Em Quixadá, Ministério Público ajuizou Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito José Ilário Gonçalves Marques, pela prática de nepotismo. Em 2017, o gestor municipal, que também à época presidente do Consórcio Público de Saúde de Quixadá, designou Milton Xavier Dias Neto, genro dele, para ocupar o cargo comissionado de diretor executivo do Consórcio. 

Administração Municipal

Em 2018, o juiz Diogo Altorbelli determinou, em caráter liminar, a exoneração da secretária de Finanças, Maria Nilani Muniz da Silva, do pequeno Município de Ererê, por esta ser irmã do prefeito, Antônio Nivaldo Muniz da Silva, o Toinho de Ererê. O nome dela, porém, ainda consta no site da Prefeitura como pertencente aos quadros da administração municipal. 

Em Reriutaba, também foram cumpridas medidas liminares de afastamento de agentes públicos por diversos delitos, dentre eles, o de nepotismo, visto que a secretária de assistência social Gizelli Lopes e Silva é esposa do prefeito e não possui qualificação específica para o cargo que ocupava. 

Você também pode denunciar casos de familiares de prefeitos e secretários que estejam empregando familiares, de forma indevida, em seu Município.

Fonte: DN



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!