Líder de protesto contra falta de água em bairro de Caucaia é presa na BR-222 - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Líder de protesto contra falta de água em bairro de Caucaia é presa na BR-222

Moradores do bairro Primavera, em Caucaia, bloquearam a BR-222, na altura do quilômetro 30, com queima de pneus na tarde dessa quinta-feira, 27. Ato foi um protesto contra falta de água na localidade, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Na ocasião, policiais prenderam Ana Paula Rocha Ferreira Saunders Brasil, que tinha um mandado de prisão aberto. Ela foi apontada como uma das líderes da manifestação. 

"Ao chegarem no ponto de interdição, os policiais avistaram uma mulher, utilizando-se de luvas e querosene, ateando fogo em pneus na rodovia. Várias pessoas atuavam sob seu comando, realizando a queima dos objetos na via", diz a PRF, em nota. 

A mulher é acusada de roubo qualificado e tinha mandado aberto desde 5 de dezembro de 2008. A identificação foi feita por agentes da PRF após Ana Paula se identificar e informar aos policiais o motivo do protesto. "A equipe permaneceu no local, a fim de garantir a segurança na rodovia", afirma o órgão.

Após negociações sobre a liberação da rodovia, os policiais se dirigiram à mulher para dar a voz de prisão. Autoridades autuaram a líder do protesto pelo crime de dano qualificado ao patrimônio da União por estar queimando pneus. E Ana Paula foi conduzida para a Delegacia Metropolitana de Caucaia para os devidos procedimentos legais sobre o flagrante e o mandado de prisão em aberto. 

O protesto

Informações da PRF indicam que a obstrução da via começou por volta das 16h30min. Foram registrados trechos de grande engarrafamento, conforme a polícia. Por volta das 19 horas, os manifestantes que reclamavam de falta de água dispersaram e fluxo de veículos foi controlado. 

O abastecimento na localidade atualmente está em "regime de contingência", segundo informou a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) em nota. De acordo com a concessionária isto se dá por conta de constantes furtos na rede. "Ocorrências de baixa pressão registradas no sistema que abastece a localidade são causadas pela incidência de furtos na rede que abastece o distrito", diz o texto. 

A Companhia afirma que está trabalhando com ações que melhorem a oferta de água em Primavera por meio de "ações de combate às fraudes, regularização de clientes com instalação de hidrômetros e padronização da rede de água". 

Para denunciar casos de baixa pressão da rede de água a Cagece dispõe de uma Central de Atendimento (0800.275.0195) e de um aplicativo chamado "Cagece Mobile".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!