Saiba quais são as diferenças entre auxílio-doença e aposentadoria por invalidez - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

sábado, 18 de maio de 2019

Saiba quais são as diferenças entre auxílio-doença e aposentadoria por invalidez


Existem diferentes benefícios para pessoas que precisam se ausentar do trabalho por condições físicas, entre eles o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez.

O fato é que muitas pessoas os confundem ou não sabem como diferenciá-los, o que gera incertezas em situações inesperadas.

Agora, vamos explicar o que são esses dois benefícios, quais são as condições de obtenção e o que os diferencia.

O que é o auxílio-doença?

Esse auxílio é pago a quem fica afastado por mais de 15 dias seguidos da atividade por doença, ou mesmo por acidente ocorrido no trabalho.

Durante os primeiros 15 dias de afastamento é a empresa que paga o funcionário pelos dias inativos, desde que comprove a impossibilidade de trabalhar com atestado médico.

Depois, independentemente de quanto tempo dure o afastamento, é o Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) que faz os pagamentos, pois é um direito do trabalhador que contribui ao órgão em cada salário mensal.

O que é aposentadoria por invalidez?

Sendo uma aposentadoria específica, que não é a aposentadoria planejada nem requer idade designada ou algum tempo de contribuição, é concedida a quem fica incapacitado de trabalhar permanentemente por doença ou acidente, seja dentro ou fora do trabalho.

A partir da concessão da aposentadoria, também é o INSS que faz os pagamentos mensais ao segurado, pois este também é um direito de trabalhadores que contribuem com a previdência social.

Como o auxílio-doença pode ser convertido?

Os benefícios não podem ser acumulados, mas um deles pode ser convertido porque existe a possibilidade de a situação do segurado mudar.

Por exemplo, se após um acidente grave de trabalho e de um período de recebimento do auxílio-doença os médicos e as perícias identificarem que a pessoa não terá mais condições de reabilitação para o trabalho atual e também para uma nova atividade, o benefício será encerrado e convertido em uma aposentadoria.

Já a aposentadoria não pode ser convertida, apenas encerrada. Sendo assim, se após um período de recebimento o segurado reabilitar-se e voltar ao trabalho, sua aposentadoria será encerrada.

Quais são as principais diferenças entre os benefícios?

Valores e forma de cálculo

No auxílio-doença o segurado recebe 91% da média de 80% dos salários de contribuição de toda a sua vida.

Por exemplo, se o empregado contribui há 10 anos, 120 meses, a média de 96 salários (80%) desses meses dá a base de seu benefício, do qual ele recebe 91% do valor. Ou seja:
média de salários de 96 dos 120 meses de trabalho: R$ 2,5 mil;
91% do valor: R$ 2.275, valor do auxílio doença para o caso.

Na aposentadoria por invalidez o cálculo leva em conta 80% dos maiores salários de contribuição. Então, dessa média o segurado recebe o valor integral calculado. Na hipótese de o aposentado ter trabalhado por 100 meses receberá o valor integral resultante da média das 80 maiores remunerações desse período.

Além disso, se a causa da invalidez dificultar atividades da vida pessoal, como alimentação e higiene pessoal, o segurado recebe um adicional de 25% do benefício-base.

Status de vínculo empregatício

Quando alguém é afastado por doença ou acidente, teoricamente estará apto a voltar ao trabalho futuramente. Por isso, o empregado mantém o vínculo com a empresa, mas no status de afastado e recebendo benefício.

Na aposentadoria por invalidez, por ser permanente, nenhum vínculo empregatício é mantido. Para o segurado, seu status não é o de desempregado, mas de segurado do INSS com renda oficial via benefício social.
Realização de perícias

Para a concessão de auxílio-doença o segurado tem de primeiramente ser submetido à perícia que comprove a necessidade de afastamento temporário.

Depois disso, outras perícias são marcadas para que a situação seja acompanhada. A cada perícia os resultados possíveis são:
prorrogação do auxílio para recuperação do trabalhador;
encerramento do benefício e conversão para aposentadoria por invalidez;
encerramento do benefício e retorno às atividades no caso de recuperação total.

A aposentadoria por invalidez, por outro lado, não obriga a realização de perícias de acompanhamento.

Agora que você conhece muito mais sobre o auxílio-doença e sobre essa aposentadoria, já sabe como proceder caso algo indesejado aconteça e o tire das atividades.

Dica extra: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana?

Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!