Polícia prende suspeito de matar ganhador de R$ 39 milhões na Mega-Sena no Ceará; mandante é procurado - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Polícia prende suspeito de matar ganhador de R$ 39 milhões na Mega-Sena no Ceará; mandante é procurado

Milionário foi assassinado em um bar na cidade de Campos Sales, em fevereiro de 2018. Suspeito do crime estava escondido na casa da mãe.

Miguel Ferreira de Oliveira era ganhador de um prêmio de R$ 39 milhões na Mega-Sena, em um sorteio realizado no ano de 2011.


A polícia prendeu nesta segunda-feira (29) um homem suspeito de assassinar o empresário Miguel Ferreira de Oliveira, ganhador de um prêmio de R$ 39 milhões na Mega-Sena, que foi morto a tiros na cidade de Campos Sales, interior do Ceará. O suspeito estava foragido desde fevereiro de 2018 e foi capturado ao retornar para o município, onde estava escondido na casa da mãe.

O empresário, conhecido como "milionário da Mega-Sena", estava em um bar na cidade de Campos Sales, quando um homem se aproximou dele e disparou vários tiros. O crime ocorreu na madrugada do dia 4 de fevereiro de 2018. A vítima foi atingida por três tiros, conforme a Polícia Civil.

Segundo o delegado Bruno Fonseca, o suspeito identificado como Antônio Pedro dos Santos, conhecido como “Pedão”, de 29 anos, é apontado como o executor do crime. Ao perceber a presença dos policiais na residência onde estava escondido, ele tentou fugir, mas foi capturado.

“Em março de 2018 foi representada por mim essa prisão temporária, e deferida. E até então não tínhamos conseguido cumprir esse mandado porque ele estava em Bacabal (Maranhão). Nós entramos em contato com a polícia civil do Maranhão, mas não tivemos o retorno. E agora começamos a receber informações de que ele tinha retornado”, comentou Fonseca.

Mandante é procurado

O delegado Bruno Fonseca acrescentou que há indícios de que exista um mandante do assassinato. As investigações do caso continuam para tentar localizar o suspeito.

O mandado de prisão temporária contra Antônio Pedro dos Santos tem prazo inicial de 30 dias. Ele não tinha antecedentes criminais. Segundo o delegado que investiga o caso, se trata de um crime hediondo.

“Houve uma série de conexões levando ao suspeito como sendo o autor. Ele foi o executor, o que a gente chama de autor imediato”, acrescentou.

Fonte: G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!