Polícia Militar segue em busca do assassino de jovem morto em carreata pró-Haddad em Pacajus - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Polícia Militar segue em busca do assassino de jovem morto em carreata pró-Haddad em Pacajus

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) estão em diligências para encontrar o criminoso responsável pelo assassinado do jovem Charlione Lessa de Albuquerque, de 23 anos. Ainda não há confirmação sobre a motivação do crime.

O crime aconteceu em Pacajus, na noite de sábado, durante uma carreata do candidato à presidência Fernando Haddad (PT). Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) informou que o criminoso se aproximou em um veículo Gol de cor branca e fugiu logo após efetuar os disparos de arma de fogo.

A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) esteve no local da ocorrência, realizando os levantamentos periciais.

O caso gerou indignação de integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT). Em nota, o Partido exigiu a rápida prisão do assassino e demais participantes do crime. Além de pedir a garantia de segurança aos cidadãos no direito de votar e de se manifestar.

O candidato à presidência Fernando Haddad se manifestou por meio das redes sociais. “É inadmissível o assassinato de um jovem, Charlione Lessa Albuqueruqe, que participava de carreata da minha campanha em Pacajus. Ele estava no carro com a mãe celebrando a democracia e acabou morto. É preciso apuração e punição rápida. À família, toda a minha solidariedade.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 3257-4807, do DHPP, ou ainda para o número (85) 99111-7498, que é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!