Falta de médicos em Pentecoste ainda deve durar alguns meses - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Falta de médicos em Pentecoste ainda deve durar alguns meses

A falta de médicos nas cidades do interior é um problema antigo que atinge milhares de pessoas em todo o Brasil. Em Pentecoste, moradores das comunidades de Providência, Macacos, Casa de Pedra e do bairro Santa Inês estão sem médicos há cerca de quatro meses. O distrito Sebastião de Abreu também estava incluído na lista, porém a Secretaria de Saúde, após reivindicações de moradores e vereadores, enviou um profissional para fazer atendimento nas comunidades da localidade. Entretanto, o médico vai apenas nas sextas-feiras, já que trabalha na Sede do município.

A secretária Geciliane Alcântara, responsável pela pasta, disse que a falta de médicos nas unidades é culpa da demora do Ministério da Saúde em disponibilizar mais profissionais do Programa Mais Médicos, pois aqueles que atuavam nas áreas de carência foram transferidos para outros municípios. "E até agora o Ministério da Saúde não realizou o edital para o preenchimento das vagas", completou.

A secretária havia informado que a Prefeitura estava impedida de realizar contratações devido a uma recomendação judicial expedida pelo Dr. Caio Barroso, Juiz de Direito Titular da Vara Única de Comarca de Pentecoste. Com isso, o assunto foi discutido em sessão ordinária realizada dia 19 na Câmara Municipal e o vereador Tiago Castro disse que buscaria mais informações com a autoridade judiciária.

Em sessão ordinária da última quarta-feira (26), o vereador Tiago levou à tribuna um documento protocolado pelo Juiz no dia anterior. Na decisão, o magistrado disse que não impediu o município de realizar novas contratações de acordo com a necessidade do interesse público, porém vendou, somente, o ingresso de candidatos oriundos da Seleção Pública realizada no começo do ano pela Prefeitura de Pentecoste, por haver indícios de fraldes no certame. Conforme o documento, antes da contratação de novos profissionais da saúde, a Prefeitura deve licitar uma empresa para celebrar a seletiva.

O advogado Nielton Lourenço, assessor jurídico do Prefeito Bosco Tabosa, defende a contratação imediata de novos médicos sem que seja realizada seleção temporária, que é o interesse da administração. Segundo ele, o processo burocrático de licitação e seleção pode demorar mais de quatro meses, fazendo com que a população continue desassista nesse período de tempo. Assista ao vídeo a seguir:
Por André Barros
Editor do Blog Notícias de Pentecoste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!