Estudante cearense cria tijolo ecológico mais resistente do que os de alvenaria - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Estudante cearense cria tijolo ecológico mais resistente do que os de alvenaria

Um tijolo ecológico e mais resistente: essa foi a criação de um estudante do Instituto Federal do Ceará (IFCE), do campus de Juazeiro do Norte. Ao contrário dos convencionais, o tijolo ecológico, desenvolvido por Danilo Acácio Pereira Lima, precisa apenas de cimento, solo, argila e água, enquanto os de alvenaria necessitam da combustão de árvores.

Segundo o estudante do curso de tecnologia em construção de edifícios, a técnica é semelhante a utilizada para a construção da muralha da China, a maior do mundo. Além de oferecer alternativas sustentáveis, o invento também trouxe oportunidade de gerar renda para os moradores de Juazeiro Norte.

“Eu faço a massa. Faço a porcentagem certa de 10% de cimento e jogo água. Faço a hidrocura. Ou seja, a água entra e faz a aglutinação com o cimento, com o solo e com a argila. E a diferença para a alvenaria tradicional é essa, justamente não queimar árvore”, explica Danilo.

Segundo ele, o método de produção é o mesmo utilizado na Muralha da China, denominada como Bloco de Terra Comprida (BTC). “Eu tenho o maquinário do IF (Instituto Federal) que comprime a terra. Ele comprime 16 toneladas. Aí, depois de 24 horas, eu jogo a água e o tijolo fica duro”, acrescenta.

“De força ele tem dois megapascal, que é uma medida de força internacional. Enquanto que a alvenaria tradicional, que queima de seis a 12 árvores, tem um megapascal. Um outro estudo, (por meio do) que fui aprovado na mostra científica, mostra que se você colocar ainda o calcário laminado, que na nossa região aqui do Ceará é só o que tem e que se chama pedra de Santana, o tijolo alavanca para quatro megapascal”, ressalta.Entretanto, a diferença não se restringe apenas ao processo de produzi-lo. Os tijolos ecológicos são mais resistentes. De acordo com ele, a força, por exemplo, é o dobro dos tradicionais. Caso acrescente calcário laminado, minério presente no Ceará, a força quadruplica.

Com o invento, Danilo ensina aos jovens de Juazeiro do Norte a desenvolver o tijolo ecológico, podendo servir-los como uma fonte de renda. “Quando eles chegam, ficam com os olhinhos brilhando”, conta com o orgulho.

Além de passar o conhecimento para a comunidade, o estudante também tem outros planos. Deseja também ajudar Organizações Não-Governamentais (ONG).

“Quem sabe fazer uma fábrica para ONGs, para fazer escolas bioconstruídas que vão durar bem mais, com conforto térmico por conta da argila. Quando está muito quente, a casa fica com temperatura ambiente, por causa do barro”, vislumbra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!