Ceará é o estado com maior número de policiais mortos por bandidos no Nordeste - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Ceará é o estado com maior número de policiais mortos por bandidos no Nordeste

Morreram mais policiais militares e civis no Ceará do que em outros estados da região Nordeste nos anos de 2016 e 2017. É o que aponta os dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgados na última quinta-feira (8). De acordo com o levantamento, nesse período, 51 agentes de segurança foram assassinados em todo o Estado.

As principais vítimas são os policiais militares, que correspondem a 94% dos homicídios. Em nível nacional, Ceará ocupou o terceiro lugar, em 2016, e o quarto, em 2017, ficando atrás para cidades da região Sudeste e Norte do País.

Segundo a pesquisa do Fórum, quase 80% dos agentes foram assinados nos momentos de lazer, correspondendo a um número de 40 mortes. Os PMs foram as principais vítimas com 37 assassinatos, enquanto policiais civis somam em três casos.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Ceará (Sindipol), a explicação para os números deve-se a vulnerabilidade em que os oficiais se encontram nos momentos de folga, ao contrário de quando estão em serviço. “Em serviço, é uma situação totalmente distinta. O policial está acompanhado por equipe e com equipamentos de segurança. Além disso, está atento a qualquer situação de confronto”, ressalta.Já os números de assassinatos de policiais durante o serviço são bem menores comparado com os casos de mortes nos momentos de folga. De acordo com os dados, 11 homicídios foram registrados. Todas as vítimas eram militares. O ano com o maior número de registro de casos foi 2016, com nove, enquanto, em 2017, foram contabilizados dois homicídios.

Por outro lado, nos momentos de lazer, os oficiais estão desprevenidos e, ao serem abordados por criminosos, precisam reagir por conta da identificação como policial a partir da carteira funcional. “Se ele for identificado pela carteira funcional, o criminoso vai atirar”, afirma.

O Tribuna do Ceará solicitou um posicionamento para a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e para a Polícia Militar sobre as medidas de segurança para garantir a vida dos policiais, mas até a publicação desta matéria não obteve resposta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!