Preços nos supermercados podem variar até 40% entre as regionais de Fortaleza - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

terça-feira, 3 de julho de 2018

Preços nos supermercados podem variar até 40% entre as regionais de Fortaleza

O preço médio dos produtos nos supermercados pode variar até 40% entre as diferentes regionais de Fortaleza, conforme levantamento divulgado pelo Procon nesta terça-feira (3). Uma pesquisa com o conjunto de 60 produtos mostrou que os supermercados da Regional III têm os preços mais elevados, enquanto a Regional IV apresentou os valores mais baratos.

O Procon Fortaleza pesquisou os preços de 60 itens, entre frutas, legumes, alimentos não perecíveis e produtos de higiene e limpeza. O levantamento foi realizado nos dias 19 e 20 de junho.

O conjunto desses 60 elementos custou, em média, R$ 469,99 na Regional III, que inclui bairros como Antônio Bezerra, Autran Nunes, Bonsucesso, Pici, Parquelândia e Presidente Kennedy. Já na Regional IV, que tem bairros como Benfica, Fátima, Montese e Parangaba, os itens custaram R$ 333,13.

Redução

O levantamento aponta que a soma da média dos 60 produtos em Fortaleza chegou a R$ 413,52 no mês de junho, contra R$ 414,87 em maio- redução de 0,32%.

Segundo o Procon, dos 60 itens pesquisados mensalmente, 39 tiveram aumento no preço médio entre maio e junho. O leite tipo C foi o que apresentou maior variação entre os meses, saindo de R$ 3,07 para R$ 3,80, alta de 23,89%. A batata inglesa, a carne bovina e o quilo do tomate também apresentaram aumento.

Outros 20 alimentos apresentaram redução no preço médio. O abacaxi diminuiu de R$ 4,76 em maio para R$ 3,70 em junho, uma queda de 22,25%. O quilo do pimentão verde passou de R$ 4,54 para R$ 3,73, uma redução de 17,74%.

Para a diretora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, o estoque reabastecido após a greve dos caminhoneiros pode ter ocasionado a leve redução nos preços dos produtos. Ela esclareceu que os estabelecimentos comerciais são obrigados a informar, em local visível ao consumidor, os descontos oferecidos em função do meio e do prazo de pagamento, ou diferença de preço para pagamento em cartão de crédito.

O Procon informou que a oferta anunciada pelo supermercado deve ser cumprida pelo estabelecimento, sob pena de multa que pode chegar a R$ 11 milhões. "Caso o estabelecimento não cumpra a determinação, ficará sujeito a penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor", disse Cláudia Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!