Horário das Sessões Ordinárias na Câmara Municipal de Pentecoste é alterado; confira sessão completa - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Conheça a UNIASSELVI – Graduação e pós-graduação presencial e EAD

quinta-feira, 1 de março de 2018

Horário das Sessões Ordinárias na Câmara Municipal de Pentecoste é alterado; confira sessão completa

Em sessão ordinária desta quarta-feira (28) na Câmara Municipal de Pentecoste, após horas de debate, foi colocado em votação o Projeto de Resolução nº 06/2017, de autoria do vereador Manoel Forte, que modifica o horário das sessões ordinárias para às 9 horas da manhã das quartas-feiras. O documento estava tramitando desde 2017. 

Como mostra a imagem acima, a matéria foi aprovada com oito votos favoráveis, quatro contrários e já passa a valer para a próxima sessão. Manoel Forte argumentou que o horário de início até então em vigor, modificado em abril do ano passado por meio de um Projeto de Resolução de autoria do vereador Allan Galvão, aprovado por dez, com um voto contrário e uma abstenção, estava impossibilitando a participação de populares que residem na zona rural, de líderes comunitários, de estudantes levados pelos professores, como fazia a escola Alan Pinho Tabosa, e colocando em risco a vida de populares e vereadores, pois, em média, as reuniões noturnas estavam terminando às 22h00, já tendo se estendido até às 23 horas.

Os vereadores Roberto Leite, Kinzim, Zeca Mota, Valdelice, Torres Carneiro e Ducarmo, que votaram ano passado pela mudança de dia e horário, acreditam que não houve "a mudança esperada", a maior presença popular, por esse motivo votaram pela aprovação do projeto do vereador Manoel Forte.

Os vereadores Jefferson Castro, Tiago Castro, Allan Galvão e Hailton Castro votaram contra. Allan Galvão, o maior crítico da resolução, acredita que a proposição é um retrocesso para a sociedade pentecostense. "O governo não quer que você tome conhecimento daquilo que está sendo discutido. O meu intuído é promover a transparência", disse em fala na tribuna.

"Não tenho poder sob a votação de ninguém. Aqui, cada um é dono de sua consciência. Estou apenas para direcionar os trabalhos desta casa.", disse o presidente da Câmara Municipal de Pentecoste, o vereador Pedro Cardoso.

Artigo de Opinião

Não vivemos na antiga democracia ateniense. Não importa para qual horário ou dia seja modificada, o brasileiro é habituado a não participar desse tipo de reunião. Um dos principais motivos é a forma do sistema de governo do Brasil, a democracia representativa, em que os representantes eleitos pelo povo tomam as decisões. Por esse motivo, com o apoio do regimento interno de cada Casa, em maioria, aqui ou no Acre, o político concede ao cidadão apenas a permissão de ver e ouvir, nunca de opinar ou criticar determinados posicionamentos; no máximo aplausos; vaias são motivos de suspender os trabalhos.

Em sã consciência, por exemplo, um pentecostense que trabalha o dia todo, digamos, nas fábricas de calçados, não vai largar o tempo de descanso para ficar até perto de meia-noite assistindo, sem expressar sentimentos, a debates que, em maioria, não chegam a resultados positivos; às vezes, até, são sem nexo; em outros casos apenas competição de palavras e/ou antecipação de palanque político. Durante o dia, o mesmo. Por isso, anos atrás, não tão distantes, maioria nem sabia o que era ou onde eram realizadas.

Com o avançado da tecnologia, a criação de smartphones e redes sociais, a informação passou a ser digital, disponibilizada na maior rede de computadores, a internet. Com isso, nasceu o blog Notícias de Pentecoste. Há seis anos, o radialista Zé da Legnas faz o trabalho de gravar e disponibilizar no YouTube e Facebook, por completo, o que é debatido para o público dentro da Câmara Municipal de Pentecoste. Transmissões ao vivo? quase dois anos, e eu me encaixo nesse tempo de trabalho, sou o encarregado disso. Ao final de cada transmissão, em média, mais de mil pessoas têm visualizado. É mais conveniente ficar em casa assistindo pelo Facebook, deitado, sentado, relaxado, com o direito de se expressar, interagir com outros quantas vezes quiser. Tendo em vista isso, as Casas Legislativas já optam por fazer o mesmo, pois o público é pequeno. Se parássemos de transmitir, por bom senso, a presidência da câmara alocaria funcionários para executar tal função. É uma década em que a transparência do serviço público está online. Esconder pode ser crime. Comparecer? Só quando necessário. A correria do dia a dia não dá ao cidadão o tempo para isso.

Alguns que dizem nas redes sociais que mudança de horário é um retrocesso são "críticos de sofá", e com muita desonestidade intelectual, pois apenas assistem online, e nem se dão ao trabalho de sair de casa e assistir pessoalmente. Apenas fazem o papel de "Maria vai com as outras".

Registrei sessões durante a manhã, antigamente nas quintas, e a noite com o passar de 2017. O público presente geralmente é composto de assessores e funcionários da Casa; servidores públicos marcam presença quando os vereadores vão votar projetos referentes à categoria; estudantes são levados em aulas de sociologia; outros vão por assistencialismo; são raras as vezes que mais de dez vão para assistir e não por fazer parte dos motivos mencionados anteriormente. Confira o vídeo a seguir:
Por André Barros
Editor do Blog Notícias de Pentecoste

2 comentários:

  1. Muito bom o Editorial; parabéns a quem o escreveu.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Zeca Amorim, feliz que tenha gostado. Sugestões?

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!