Cervejaria citada em delação da Lava Jato fraudou empréstimo no Banco do Nordeste para fazer doações eleitorais, diz PF - NOTÍCIAS DE PENTECOSTE

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Cervejaria citada em delação da Lava Jato fraudou empréstimo no Banco do Nordeste para fazer doações eleitorais, diz PF

A operação Caixa 3, realizada na manhã desta sexta-feira pela Polícia Federal, a partir de investigação aberta na Controladoria Geral da União, investiga um empréstimo de quase R$ 830 milhões feito pela cervejaria Itaipava - controlada pelo grupo Odebrecht - junto ao Banco do Nordeste (BNB).

O valor, liberado em 2013 em duas parcelas (de aproximadamente R$ 380 milhões e R$ 450 milhões), foi para a construção de duas novas fábricas da cervejaria, na Bahia e em Pernambuco. Os recursos saíram do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE).

A fraude foi detectada quando servidores do banco aceitaram como garantia o maquinário das unidades que ainda estava sob hipoteca e não atenderiam às formalidades para a concessão do crédito. A garantia dada fugia do padrão que o banco seguia, o que acabou chamando a atenção da CGU durante as inspeções financeiras.

Entre os 14 mandados de busca e apreensão - cumpridos no Ceará (sede geral do BNB), Pernambuco, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro - estão a vistoria nas casas de gerentes, superintendentes e diretores do banco e da cervejaria à época da concessão dos empréstimos. Os empréstimos foram fechados na agência Pituba, em Salvador.

O POVO apurou, junto a uma fonte que está trabalhando na investigação, que o financiamento vem sendo pago em dia pela cervejaria, mas a confirmação do empréstimo quebra a regra do Banco do Nordeste. O maquinário era hipotecado junto a um banco alemão. As fábricas ainda estavam com menos de um ano de funcionamento. "Vou dar o exemplo: para financiar 100, o banco pede 130 de garantia. Neste caso, o banco pediu 20% a menos de garantia", explicou a fonte.

A suspeita de que o valor tenha sido facilitado para a cervejaria em troca de doações de campanha eleitoral daquele ano ao Partido dos Trabalhadores (PT) aparece em relatórios da investigação, segundo a mesma fonte. Teria sido o suposto acordo para que os valores fossem agilizados à empresa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Anuncie aqui!!!