quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Roberto Mesquita solicita maior valorização da agricultura no Estado

O deputado Roberto Mesquita (PSD) pediu, nesta quarta-feira (01/11), durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa, que áreas importantes para o desenvolvimento do Estado recebam maior atenção por parte do Governo do Estado. Segundo ele, alguns dos principais produtos agrícolas, como a cera da carnaúba e o caju, vêm sendo esquecidos e precisam ser inseridos dentro do programa estadual Ceará de Oportunidades.

O parlamentar reconheceu que, com a iniciativa, o Ceará vem sendo destaque em muitas atividades, uma vez que o governador vem buscando investimentos que visam transformar o Estado. Entre estes, citou e elogiou a modernização e ampliação do Aeroporto Pinto Martins, que deu incremento no fluxo de pessoas no Estado; a previsão de instalação do cabo submarino de fibra óptica SACS (Sistema de Cabos do Atlântico Sul, da sigla em inglês), da costa de Angola até a costa cearense, bem como o aproveitamento das energias renováveis, “que vão dar garantia às empresas de que aqui não faltará carga para mover seus motores e máquinas”.

Porém, o parlamentar avalia que é preciso que o governador vá além, adotando uma política de valorização das pessoas que vivem do campo. “Não se pode esquecer os trabalhadores que lidam com a carnaúba, dando condições de superar as dificuldades na produção”, pediu.

Mesquita clama ainda pela cultura do caju no Estado. De acordo com ele, entre 2004 e 2016 houve uma queda na produção de castanha do caju. “Em 12 anos, o Ceará diminuiu três vezes a produção de castanha”, informou.

O parlamentar destacou que há também uma necessidade de colocar como prioridade a atenção ao pequeno agricultor, que, devido à estiagem, teve vários prejuízos na produção. “Esses seis anos precisam ser ressarcidos para que voltem a produzir”, disse, solicitando a “sensibilidade” do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Na área de saúde, Mesquita pede investimentos na Santa Casa de Misericórdia, que, segundo ele, está fechando suas portas por ter um déficit mensal de R$ 300 mil. De acordo com o parlamentar, a Santa Casa presta papel importante para a saúde e, por isso, precisa ser prioridade nas ações de apoio governamental.

Em aparte, os deputado Agenor Ribeiro (PSDC) e Fernanda Pessoa (PR) endossaram o pronunciamento. Agenor disse que espera que o projeto do Parque Eólico, a ser instalado no município de Salitre, não tenha impacto na manutenção da produção de mandioca e de caju. Fernanda Pessoa destacou a importância da carnaúba - considerada a árvore símbolo do Estado - e também da cajucultura.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster