quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Escândalo no Consórcio do Pecém pode se igualar à corrupção na Petrobras, diz Wagner

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) repercutiu na Assembleia, nesta quarta-feira (29), notícia dada em primeira mão pelo Ceará News 7 sobre corrupção entre o Consórcio do Porto do Pecém — composto pelas empresas Marquise, Queiroz Galvão e Ivaí — e o ex-governador Cid Gomes. O escândalo veio à tona depois da denúncia do gerente das obras do Consórcio Emanuel Adeodato Pinheiro.

“Essas acusações são extremamente sérias. Eu não duvido que, a partir dessas acusações, nós tenhamos — aqui estou fazendo apenas uma suposição — um acordo de delação onde se revele esquema semelhante, idêntico ao que acontecia na Petrobras. Com destinação de percentuais de recursos públicos desviados para se devolver ao grupo que está no poder, para que esse grupo possa fazer política”, disse Wagner.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster