sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Acusado de estuprar e matar menina Rakelly é condenado a 31 anos de prisão

O caseiro José Leonardo de Vasconcelos Graciano foi condenado nesta quinta-feira (23) a 31anos e oito meses de prisão por estuprar a matar sufocada a menina Rakelly Matias Alves, de 8 anos, crime ocorrido em setembro de 2016. Durante o julgamento, o réu confessou os crimes de homicídio e ocultação de cadáver, mas negou ter estuprado a vítima.

O julgamento começou às 9h40, no Fórum da Comarca de Itaitinga, e s encerrou às 18h50. A sessão foi presidida pelo juiz Edísio Meira Tejo Neto, que responde pela unidade judiciária.

Rakelly foi encontrada morta dentro de uma cacimba no sítio em que morava. O caseiro foi preso em flagrante no mesmo dia em que o corpo foi encontrado e confessou a autoria do crime. No dia 27, José Leonardo de Vasconcelos Graciano teve a prisão em flagrante convertida para preventiva e segue preso desde então.

Segundo a delegada Socorro Portela, responsável pela investigação do caso, a menina foi sufocada e abusada sexualmente. Na ocasião, a criança gritou e pediu para o homem parar. "Ele disse que matou para esconder, porque não tinha como esconder aquilo e aquele abuso. Ele falou que tinha amordaçado a criança. A criança gritou, mas ele falou que não foi muito alto. Ela pediu para ele parar, chorou e tentou sair daquela situação".

Diante da resistência, ele a asfixiou provocando seu desmaio. Em seguida, amordaçou a garota com saco plástico e abusou sexualmente. Após perceber que a criança estava morta, a colocou em saco e jogou o corpo dentro de uma cacimba, onde foi encontrada três dias depois por policiais.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster