quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Pentecoste: Bispo Dom Frei Antônio Roberto Cavuto defende reforma da praça da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, se for feita uma cláusula restritiva

Em 2013, atendendo a sugestões de populares, o ex-vereador Daniel Gomes da Silva elaborou um Projeto de Indicação solicitando a reforma da praça Bernardino Gomes Bezerra, situada ao redor da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição. 

O projeto, que passou pela Câmara de Vereadores, foi aprovado e encaminhado ao Poder Executivo, na época, administrado pela ex-prefeita Ivoneide Moura. Tempos depois, a Prefeitura Municipal buscou recursos para elaboração do projeto. Mais tarde, o Senador Pimentel disponibilizou uma emenda, mas devido a necessidade de adequações no plano de trabalho, que foram realizadas na atual gestão, o recurso foi liberado somente neste ano.

Após a verificação de documentos, uma equipe da atual gestão descobriu, que o terreno em que a praça está construída não pertence ao Poder Público, e sim a Diocese de Itapipoca.

Na matéria publicada anteriormente, os representantes legais da Igreja não quiseram gravar entrevista, e recomendaram procurar o bispo responsável pela Diocese. No entanto, o presbítero não estava disponível, pois estava em viagem.

Na manhã desta quarta-feira, 20 de setembro, aconteceu no distrito Sebastião de Abreu uma reunião entre líderes religiosos para o planejamento de atividades nas igrejas, do Conselho Diocesano Pastoral - CDP. Na oportunidade, o bispo responsável pela Diocese de Itapipoca, Dom Frei Antônio Roberto Cavuto, participava do encontro e o entrevistamos.

O líder religioso conta, em entrevista, que ao ser procurado pelo prefeito João Bosco para tratar sobre a reforma da praça pediu que o orçamento e o projeto fossem enviados para análise, e não foi. O bispo diz ter recomendado ao Conselho Paroquial a verificação do convênio para que, se aprovado pelos membros, a obra fosse iniciada.

Dom Antônio Roberto é a favor da reforma, pelos benefícios que trará aos populares, mas teme que, se a praça se tornar pública, passe a haver desordem no local em que fica a Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição. Para evitar problemas, ele está tentando junto aos advogados da Diocese uma forma de criar um documento de doação com cláusula restritiva que permita que a Igreja faça o gerenciamento da praça, ou seja, qualquer iniciativa privada ou popular deve passar pelo Conselho.

Para o radialista Nogueira Filho, deve haver transparência na documentação do projeto da obra de reforma. Ele conta que a prefeitura enviou um aviso pedindo que o padre não comentasse o assunto dentro da igreja. "Isso parece uma ditadura", lamenta.

Acompanhe o vídeo:


Por André Barros
Editor do Blog Notícias de Pentecoste

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster