sexta-feira, 21 de julho de 2017

Prefeito de município cearense e primeira-dama vão à missa pedir perdão por irregularidades

O prefeito de Reriutaba, Osvaldo Neto (PDT), e a primeira dama, Gizelli Lemos, foram flagrados rezando para não ser presos por irregularidades nos primeiros seis meses de administração.

Como o Ceará News 7 informou ontem, Osvaldo não foi afastado do cargo, mas continua sendo investigado por fraudes em contratos de emergência no município.

Foram afastados a primeira-dama e secretárias de Assistência Social, Gizelli Lemos, os secretários Antônia Célia Lemos Alves, Francisco Wellington Pinto, Daniel Memória, Glaydson Gomes e os servidores José Vilemar e Jardel Soares.

Entenda

Nas ações, o MPCE sustenta que o prefeito Osvaldo Honório Lemos Neto, desde a fase de transição de governo, deixou de adotar medidas essenciais, dando causa a uma situação emergencial e calamitosa nos serviços de coleta de lixo e no fornecimento de medicamentos em Reriutaba.

Com a edição do decreto emergencial, o prefeito realizou processos de dispensa de licitação repletos de irregularidades. Com maior gravidade, apurou-se que, em relação a contratos de assessoria de contabilidade, nem mesmo existia a emergência declarada pelo prefeito, eis que o município já contava com servidores para a execução contábil.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster