quinta-feira, 27 de julho de 2017

Família de crianças assassinadas em Viçosa do Ceará recebe ajuda de alimentos e artigos de higiene



A família das duas crianças vítimas de homicídio no município de Viçosa do Ceará recebeu, na manhã desta terça-feira (25), doações de alimentos e material de higiene. A ação foi realizada por policiais militares da região, que se mobilizaram ao conhecer as condições de vida dos pais dos meninos.

A ideia foi do comandante da Companhia de Polícia Militar de Tianguá, tenente coronel Paulo de Tasso. Ele afirmou que o caso causou grande comoção também nos agentes. "Desde o acontecimento do duplo homicídio, houve uma consternação muito forte na frota, tanto de Tianguá, quanto de Viçosa. Tanto que, desde a prisão dos suspeitos, até policiais de folga se prontificaram a colaborar com os trâmites. E a gente notou que a família era muito carente. Além da dor pela perda das crianças, eles também passam por dificuldades financeiras", disse.

Conforme relatou Paulo de Tasso, a família vive do trabalho de agricultor do pai, João da Silva e de auxílios governamentais que recebem. A mãe, Gorete Almeida, é dona de casa. O casal tem ainda outros três filhos. Iracione e Francisco, de 8 e 10 anos, eram quem costumavam auxiliar o pai na lavoura.

Campanha

Os alimentos e produtos de higiene foram arrecadados com empresários locais e com a ajuda dos próprios policiais. De acordo com o tenente coronel Paulo de Tasso, a campanha deve continuar, dessa vez para conseguir outros artigos, como brinquedos e roupas para as crianças. "A família ainda está muito abalada, estão todos traumatizados. Vamos tentar complementar e não ficar só na questão da alimentação, para ver se ameniza esse trauma, porque também mexeu muito com a gente", diz.

Os irmãos Iracione e Francisco foram mortos a golpes de faca por dois homens e um adolescente de 15 anos, no dia 16 de julho. Os meninos foram encontrados em um beco próximo à residência onde moravam, no distrito de Inharim, zona rural de Viçosa do Ceará.

Um dos homens preso confessou o crime, dizendo que estava sob efeito de drogas e não lembrava do que havia acontecido. O desenrolar do caso ainda conta com o assassinato de um dos suspeitos pelo comparsa, já depois de presos. Uma briga entre os dois homens, no dia 21 de julho, resultou na morte de um deles e na tentativa de suicídio do segundo. Ambos estavam recolhidos no isolamento da Penitenciária Industrial e Regional de Sobral.

Compartilhe com seus amigos:

Postar um comentário

Matérias produzidas por estagiários

 
Subir
Copyright © 2015 NOTÍCIAS DE PENTECOSTE. Designed by Esgwebmaster